Sociedade

Centralidade do Kilamba: Cidadão é detido por roubar cabo eléctrico

André da Costa

Jornalista

Um indivíduo, identificado por Moniz Paulo, de 24 anos, foi detido sábado último, na Centralidade do Kilamba, em Luanda, pela Polícia Nacional, por supostamente atear fogo e roubar vários cabos eléctricos, numa cabine pública da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE).

01/08/2022  Última atualização 09H51
Nestor Goubel continua a alertar os infractores © Fotografia por: DR
O porta -voz da Polícia Nacional, super-intendente Nestor Goubel, informou, domingo, que o detido foi encontrado em flagrante, por volta das 9h00, quando procurava subtrair cabos eléctricos no interior de uma cabine da ENDE, na companhia de outros dois comparsas, que conseguiram fugir.

Os agentes da Polícia, que realizavam o serviço de vigilância naquele perímetro, explicou, flagraram os três suspeitos a roubarem os cabos da cabine já sem energia. Supostamente, adiantou, são os mesmos indivíduos que dias antes colocaram fogo na mesma cabine, localizada junto às bombas da Pumangol, no Matagal do quarteirão T, na Centralidade do Kilamba. "Quando estes se aperceberam da presença dos polícias, os dois comparsas fugiram, mas o indivíduo Moniz Paulo foi pego”.

Nestor Goubel acredita que os acusados teriam, de forma premeditada, ateado fogo na cabine, para depois a vandalizarem e cortarem os cabos, sem perigos, para os comercializarem. "Este tem sido um dos métodos usado por muitos destes marginais, colocar fogo e depois de três dias efectuar o corte dos cabos”.

As diligências já estão a ser feitas, avançou, para localizar a casa onde estes poderiam levar os cabos e os vender. "As pessoas envolvidas neste tipo de prática devem ser detidas e responsabilizadas, pois também são incentivadoras de actos que prejudicam os investimentos públicos”.

A Polícia Nacional, destacou, incentiva os cidadãos a denunciarem os suspeitos de crimes, de forma que sejam responsabilizados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade