Economia

Central termoeléctrica arranca em Dezembro

Uma nova central térmica em construção na cidade do Cuito, Bié, com capacidade de gerar até 20 megawatts (MW) para o fornecimento de electricidade a três mil novos consumidores, começa a funcionar em Dezembro deste ano.

22/09/2018  Última atualização 09H37
Edson Fabrízio| Edições Novembro © Fotografia por: Centro político e administrativo do Bié, na cidade do Cuito

A informação foi avançada quinta-feira, à Angop, pelo director do Gabinete de Infra-estruturas e Serviços Técnicos do Bié, Abel Guerra, numa visita efectuada pelo governador Pereira Alfredo à central térmica de Kaluapanda, cerca de dez quilómetros a sul da cidade. O governador anunciou um projecto de instalação de 12 postos de transformação  para beneficiar maioritariamente os consumidores dos bairros Njele, Cantíflas, Militar, Popular e outros dos arredores do Cuito.
Abel Guerra prometeu ainda melhorias no sistema de distribuição de electricidade depois de, em Dezembro deste ano, a rede provincial ser reforçada com energia proveniente de Laúca, na região de Malanje.
Fontes próximas a Empresa Nacional de Distribuição e Energia (Ende) no Bié adiantaram que, a partir de Outubro, serão realizadas 20 mil novas ligações domiciliares nos municípios do Andulo, Camacupa, Chinguar e Cuito, onde também serão instalados 31 postos de transformação.
A província do Bié necessita de pelo menos 53 MW para impulsionar o sector industrial e o consumo doméstico, apesar de dispor de 22 MW de potência, produzidos nas centrais termoeléctricas e na barragem do Gove, no Huambo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia