Sociedade

Centenas marcham contra a vandalização dos bens públicos

Jurelma de Castro

Jornalista

Centenas de pessoas marcharam, sábado, em Luanda, contra os actos de vandalismo de bens públicos e aproveitaram o acto para apelar à exaltação patriótica dos cidadãos.

09/06/2024  Última atualização 08H18
Actividade juntou diversos actores da sociedade civil em Luanda © Fotografia por: DR

No final da marcha, que começou no Largo das Escolas e terminou na Cidadela Desportiva, o  presidente do Movimento de Apoio Solidário de Angola (Movangola), António Sawanga, disse que a actividade foi realizada para desencorajar todos que vandalizam os bens públicos.

O gesto, salientou, é uma demonstração clara do reconhecimento do Movangola as acções do Governo angolano, que tem colocado à disposição dos cidadãos várias infra-estruturas sociais. "As organizações da sociedade civil devem continuar a trabalhar juntos, no quadro das acções sociais, de forma a repudiar os actos que lesem contra o interesse do colectivo”, disse. À sociedade, apelou a optar por uma conduta cívica exemplar, de respeito às leis e preservação do património público.

O representante das igrejas de Angola, Elias Pedro, disse que os cristãs devem sempre estar na linha de frente, quando em causa estão os valores mais sublimes da harmonia social.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade