Sociedade

CEAST recomenda reforço da democracia

Kátia Ramos

Jornalista

A II Assembleia Plenária da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), realizada de 6 a 11 deste mês, em Luanda, recomenda que haja um grande esforço para salvaguardar o Estado Democrático e de Direito, mantendo a independência dos poderes Executivo, Legislativo e Judicial.

12/10/2021  Última atualização 05H55
Em comunicado, lido pelo porta-voz da CEAST, Dom Belmiro Chissengueti, o conclave manifestou, em comunicado de imprensa, uma grande preocupação em relação ao elevado número de assaltos à mão armada às dioceses de Luanda e Caxito.

A Assembleia sublinha que mais de 60 instituições já registaram actos de vandalização de bens  públicos, sinal claro da perda de valores. "Por esta razão, há a  necessidade de se reforçar a actuação da Polícia na defesa dos cidadãos”, disse.
 Dom Belmiro Chissengueti saudou a eleição de Dom Luzizila Kiala para Arcebispo de Malanje, tendo enaltecido o bom trabalho pastoral desenvolvido na Diocese do Sumbe e augurando, para o mesmo, um bom desempenho pastoral e missionário.

A Assembleia diz ter constatado, também, o crescimento da tensão pré-eleitoral, sobretudo entre os dois grandes partidos, MPLA E UNITA. A perda de confiança nas instituições judiciais, derivada da evidente interferência política em determinadas decisões, o que não abona para o estabelecimento de um Estado Democrático e de Direito, também foi assunto tratado.

O arcebispo da Arquidiocese da Lunda-Sul, Dom José Manuel Imbamba, foi eleito novo presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), para o triénio 2021-2024, durante a II Assembleia Plenária Anual da Conferência que decorreu de 6 a 11 deste mês.

Recomendações
Diante destas constatações, os párocos recomendam que se melhore o discurso político, para garantir a paz, segurança e harmonia entre os cidadãos, bem como a melhoria da capacidade de resposta dos órgãos policiais, com meios que permitam melhorar a mobilidade e estimulem os agentes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade