Sociedade

Caxito acolhe o acto do Dia do Educador

Edivaldo Cristóvão

Jornalista

Mais de 200 mil trabalhadores do Ministério da Educação, entre professores e educadores de infância, são homenageados hoje, em Caxito, na província do Bengo.

22/11/2021  Última atualização 09H55
© Fotografia por: DR
Segundo uma nota do Ministério da Educação, chega-da, ontem, à nossa Redacção, apesar do momento que se vive actualmente, com a situação da pandemia da Covid-19, os professores continuam a lutar para manter um ensino de qualidade.


O documento refere que o educador estuda, acredita, desafia, incentiva e constrói a base forte para a transformação do aluno.


De acordo com o documento, o acto central do Dia Nacional do Educador, que hoje se assinala, ocorre na cidade de Caxito, sob o lema "Os professores no centro da recuperação da educação”. 


A data, segundo o documento, deve constituir-se sempre numa importante ocasião para as autoridades, educadores e discentes reflectirem sobre os principais problemas do sector, que passam, essencialmente, pelo acesso à educação e pela qualidade do ensino.

O alcance desses dois objectivos passa, sobretudo, pelo investimento e financiamento à educação, que vai assegurar a formação qualitativa dos recursos humanos e a construção de infra-estruturas escolares que res-pondam à demanda.


"O educador não é só o professor, o educador é todo aquele que exerce a função de educar, com destaque aos pais e encarregados da educação e os tutores de menores. A figura do professor merece toda atenção, pelo facto de ser o "mestre de ofício”, encarregue de transformar a sociedade, dentro dos espaços escolares", lê-se na mensagem. Um dos professores contactados pela nossa reportagem considera que o sector da Educação em Angola ainda é subalternizado.


O interlocutor referiu que não se fazem bons professores com improvisos, tão pouco se faz uma educação de qualidade sem investimentos.


De referir que o Executivo abriu recentemente um concurso público para permitir o ingresso de sete mil professores, em todo o país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade