Política

CASA-CE discute programa de governo

Bernardino Manje

Jornalista

Com os olhos virados para as eleições gerais do próximo ano, o Conselho Consultivo Nacional (CCN) da CASA-CE discute, nos dias 3 e 4 de Dezembro, em Luanda, a proposta do programa de governo da coligação para o mandato 2022-2027, adiantou, domingo (28), ao Jornal de Angola, a porta-voz daquela força política.

29/11/2021  Última atualização 06H40
© Fotografia por: DR
Segundo Cesinanda Xavier, durante o encontro, os membros do CCN vão, igualmente, fazer uma reflexão sobre a situação política, económica e social do país, bem como sobre questões internas.

O Colégio Presidencial (equivalente a Bureau Político) analisou e aprovou, na sexta-feira, a lista dos membros do CCN, a proposta da agenda de trabalhos da reunião daquele órgão e a verba para a realização do evento.
O Conselho Consultivo Nacional tem a equivalência de Comité Central e reúne, ordinariamente, de três em três meses.


Conselheiros do presidente

O presidente da CASA-CE, Manuel Fernandes, conferiu posse, na sexta-feira, aos novos conselheiros e aos membros do Gabinete de Estudos e Análise da coligação, durante um acto testemunhado pelos integrantes do Colégio Presidencial.

Segundo uma nota do Secretariado Executivo para Informação e Marketing da CASA-CE, a nomeação e empossamento tiveram lugar no âmbito do processo de reestruturação dos órgãos da coligação, levado a cabo desde o fim da "crise política interna".

Em sede da cerimónia, realizada à margem da V reunião extraordinária do Colégio Presidencial, tomaram posse, no mesmo dia, 8 dos 12 membros nomeados, sob proposta do presidente da CASA-CE.

Numa curta intervenção no acto, Manuel Fernandes saudou a disponibilidade dos quadros empossados, aos quais recomendou "patriotismo, zelo, abnegação e sentido de Estado no cumprimento de tão importante missão".

De acordo com a nota, os quadros não empossados na sexta-feira, por ausência justificada, deverão fazê-lo na próxima reunião do Colégio Presidencial, marcada para quarta-feira,  1 de Dezembro.


Fundada em 2012, a CASA-CE é a terceira maior força política na Assembleia Nacional, atrás do MPLA e da UNITA. Depois de, em 2012, ter conseguido eleger oito deputados, em 2017 a coligação dobrou a sua representatividade no Parlamento, conseguindo 16 dos 220 assentos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política