Política

Carolina Cerqueira apela às mulheres

A ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, pediu, quarta-feira, à população, em especial às mulheres, para se vacinarem contra a Covid-19 e a mobilizarem as suas famílias a fazerem o mesmo.

15/10/2021  Última atualização 08H05
Ministra de Estado discursou no Fórum Nacional da © Fotografia por: Dombele Bernardo| Edições Novembro
Carolina Cerqueira, que discursava, por videoconferência, na abertura do 10º Fórum Nacional da Mulher Rural, decorrido em Malanje, pediu às mulheres para encorajarem outras, quer sejam familiares, quer vizinhas, amigas, colegas e irmãs da igreja, para irem aos postos de vacinação.

O objectivo é que todos tenham acesso a vacinas seguras e eficazes para proteger todas as famílias angolanas contra a Covid-19, que tem provocado muitas perdas humanas, disse a ministra, sublinhando que "vacinar é proteger e salvar vidas”.

Carolina Cerqueira reconheceu o importante papel que as mulheres desempenham no seio das comunidades para o sustento das famílias e no desenvolvimento económico e social do país.

Reafirmou que o Executivo vai continuar a priorizar a capacitação das mulheres rurais, através da superação das suas capacidades profissionais e acesso ao financiamento, apoiando actividades agrícolas lideradas por mulheres, organizações informais e pequenas agricultoras no processo de formalização das suas empresas, formação de técnica comercial, gestão financeira e de contratação.  

Apesar dos constrangimentos financeiros, referiu, o Executivo continua a investir em políticas sociais inclusivas, algumas das quais visam induzir uma estruturação económica e produtiva mais formal nas comunidades rurais, que envolvem a participação directa das mulheres.

Como exemplo, apontou o Programa de Desenvolvimento Local e de Combate à Pobreza, que prevê dinamizar o Programa da Merenda Escolar e o programa de inclusão escolar das jovens raparigas, para evitar o abandono escolar nas zonas rurais.

"A entrega de refeições gratuitas para as escolas a todos os níveis, com alimentos nutritivos produzidos localmente, representa uma oportunidade para que as mulheres nas zonas rurais possam empreender pequenos negócios, começando por conhecer as características nutritivas dos produtos agrícolas das suas áreas e melhorar as suas formas de cultivo”, referiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política