Cultura

Canção infantil e música tradicional

A canção infantil teve o seu espaço nas festividades da CPLP, assim como a música tradicional. Kamba Dya Muenho e Nguami Maka tiveram exibições muito apreciadas pelos poucos presentes que testemunharam os concertos domingo e segunda-feira.

08/05/2022  Última atualização 12H35
© Fotografia por: DR

Banda FM, Sabino Henda, Banda Movimento e Dom Caetano foram também chamados para o Festival da CPLP e mostraram a força da música angolana com tendência mais endógena.

As tendências mais contemporâneas da produção musical angolana não ficaram de fora. Trazendo o Rap da Old School, Kool Klever e Father Mak fizeram uma viagem pela história do Hip Hop nacional. Ao interpretar "Depois dos 43”, tema que combinou com o evento ao lembrar as emoções de Mamborró no Top dos Cinco, Mak foi feliz num dia em que o Kuduro também brilhou. Os Mokainos fizeram a festa, assim como Jéssica Pitbull, que mostrou agressividade e atitude em palco, culminando numa retirada atípica.

Dj Lutonda foi o responsável pela música ambiente num dia  marcado pela presença do ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Filipe Zau.   

A dança esteve em evidência no festival da CPLP com a presença do União Recreativo do Kilamba, Novatos da Ilha, Kizomba na Rua, Isocartes, Ballet Kilandukilu, Fenómenos do Semba e várias outras atracções. A Orquestra Camerata de Luanda, o tenor Emanuel Mendes, o Duo Canhoto e a cantora Ângela Ferrão      fizeram igualmente parte do cartaz.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura