Economia

Camponeses concertam uniformização de preços

Uma concertação para a uniformização dos preços dos principais produtos agrícolas foi adoptada por camponeses do município do Ecunha, Huambo, num seminário realizado de segunda a quinta-feira, naquela localidade, sob os auspícios da Repartição da Agricultura.

07/05/2022  Última atualização 08H10
© Fotografia por: DR
O encontro, onde foram abordados temas relacionados com as colheitas, aquisição de fertilizados a preços baixos e o escoamento da produção, foi realizado para que os agricultores deixem de correr riscos nas entregas, segundo o supervisor da Estação de Desenvolvimento Agrário (EDA) do Ecunha.

Francisco Kalunda disse à nossa reportagem que a uniformização de preços torna-se possível à luz de acordos estabelecidos com a empresa Kepia, que opera como comprador exclusivo da produção local, num compromisso que visa facilitar o escoamento da produção.

Na primeira fase, frisou, conta-se com a participação da cooperativa da aldeia da Esucula, envolvida no Projecto de Agricultura Familiar e Comercialização (MOSAP II), com contratos de venda e escoamento de produtos do campo.

Processada dessa forma, a entrega da produção garante maiores vantagens aos camponeses que, todos os anos, atravessam cenários  dificuldades, com a deterioração da produção por aspectos ligados ao mau estado das estradas e falta de clientes, de acordo com Francisco Kalunda.

O responsável afirmou que camponeses com reduzida capacidade de comercialização a procurarem a cooperativa da Esucula, para fazerem um registo e conseguirem vantagens na vendas da colheita.

O filiado da Esucula Luís Carlos Papel manifestou-se entusiasmado pela perspectiva de as cooperativas deixarem de usar intermediários nas vendas e da adopção de uma métrica de negociação assente no quilo de cada produto, algo que disse ajudar a estabelecer transacções mais racionais do ponto de vista da contabilidade.

A noção mais partilhada entre os camponeses é a de que vão deixar de consentir prejuízos na hora da venda, além que o modelo permitirá o aumento do rendimento disponível para a aquisição de fertilizantes e meios de trabalho.

O município da Ecunha conta com 203 Escolas de Campo, 34 cooperativas agrícolas legalmente estabelecidas e outras 25 estão em vias de legalização.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia