Mundo

Cai o pano sobre conferência da APEC

O Fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) foi concluído com a aprovação dos chamados “Objetivos de Banguecoque”, um plano destinado a fomentar o “crescimento económico sustentável” e as energias renováveis.

20/11/2022  Última atualização 09H57
Estados do Fórum Ásia-Pacífico projectam crescimento © Fotografia por: DR

Entre os pontos definidos no projecto está a aposta na transição para as energias limpas e com fracas emissões de CO2, bem como financiamento e investimento na sustentabilidade e combate às alterações climáticas.

Apesar de ter como membros a Rússia e a China - que tradicionalmente se abstém das críticas a Moscovo - o Fórum também inclui nas declarações finais uma condenação à guerra na Ucrânia, por parte da grande maioria dos seus membros.

O Primeiro-Ministro tailandês passou para as mãos da Vice-Presidente norte-americana Kamala Harris os deveres de anfitrião, já que serão os Estados Unidos a receber, em São Francisco, o próximo encontro do fórum, em 2023.

 

O que é a APEC?

APEC é um bloco económico que tem como principal objectivo apoiar o crescimento económico sustentável e a prosperidade da região do Pacífico.

Trabalha também em defesa do comércio e o investimento livre e aberto, promovendo a aceleração e a integração económica regional.

O processo de cooperação tem como objectivo a criação, a longo prazo, de uma área de livre comércio entre os países integrantes do bloco. Para isso incentivam, a liberação do comércio e integração das economias dos países-membros; a facilitar negócios e investimentos, reduzindo taxas comerciais e alfandegárias; a cooperação técnica e económica que permitirá aos países fazerem a transição para uma economia de livre-mercado.

Compõe a organização  países como a Austrália, Brunei, Canadá, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, Filipinas, Hong Kong, Indonésia, Japão, Malásia e México.  A Nova Zelândia, Papua-Nova Guiné, Peru, Rússia, Singapura, Tailândia, Taiwan e Vietname também integram a lista dos 21 Estados da APEC.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo