Regiões

Cadeia de Menongue regista superlotação

Lourenço Bule | Menongue

Jornalista

O estabelecimento prisional de Menongue, província do Cuando Cubango, regista, actualmente, uma superlotação de mais 161 reclusos, representando 33 por cento além da capacidade instalada de 500 internados.

07/08/2021  Última atualização 10H00
© Fotografia por: DR
A chefe da Secção de Estudos, Informação e Análise da Direcção Provincial dos Serviços Penitenciários do Cuando Cubango, subinspectora prisional Évora Maria Fernando, deu essa informação durante a visita de constatação feita ao estabelecimento pelo vice-procurador geral da República e procurador militar, general Filomeno Octávio.

Évora Maria Fernando disse que a superlotação no estabelecimento prisional de Menongue é registada, principalmente, no bloco de natureza dos crimes contra a propriedade.

Nesta altura, a Direcção Provincial dos Serviços Penitenciários controla 724 prisioneiros, entre julgados e em situação de prisão preventiva, sendo 661 internados em Menongue, 33 no Cuito Cuanavale e 30 outros no Destacamento de Protecção do Missombo.

A chefe de secção referiu que, entre os reclusos controlados pelos Serviços Penitenciários do Cuando Cubango, destacam-se 15 condenados e 14 detidos pertencentes às Forças Armadas Angolanas (FAA) e três detidos e igual número de condenados de efectivos do Ministério do Interior.
A instituição debate-se, também, com falta de meios informáticos, utensílios de cozinha, dormitórios devidamente apetrechados para acomodação dos efectivos em serviço e de reclusos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões