Mundo

Cabo Verde está na rota da cocaína

A coordenadora do Escritório das Nações Unidas contra a Droga e Crime em Cabo Verde afirmou segunda-feira à noite que o país “está na rota do trânsito da cocaína”, mas as recentes apreensões de monstram que “é possível travar” este tráfico.

05/06/2019  Última atualização 08H59
DR

Segundo a Lusa, Cristina Andrade falava aos jornalistas no final da sessão de abertura da formação sobre identificação de drogas, que decorre na cidade da Praia durante toda a semana e pretende “reforçar a investigação e a cooperação criminal ao longo da rota da cocaína na América Latina, Caribe e África Ocidental”.
A coordenadora do Escritório das Nações Unidas contra a Droga e Crime (ONUDC) em Cabo Verde, sublinhou que as autoridades locais têm mostrado “um comprometimento e resultados em termos de combate ao tráfico de drogas que passam pelas fronteiras”. A este propósito, recordou as recentes apreensões de droga em Cabo Verde, com destaque para as cerca de dez toneladas de cocaína apreendidas no porto da Cidade da Praia, em Fevereiro deste ano, na sequência da qual foram detidos onze cidadãos russos.
Estas acções revelam que existe uma “cooperação judiciária internacional, que a convenção das Nações Unidas exige, e que os agentes da Polícia Judiciária são capazes de fazer esse trabalho com as autoridades nacionais”.
E acrescentou: “Globalmente, é possível travar, controlar e tratar. Não é uma luta sem resultados”.
A especialista da ONU recordou que a cocaína que passa por Cabo Verde é essencialmente proveniente da América Latina e chega por via marítima.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo