Sociedade

Cabinda acolhe Conferência Nacional dos Advogados.

Alberto Coelho | Cabinda

Jornalista

A cidade de Cabinda acolhe, hoje e amanhã, a VII Conferência Nacional dos Advogados de Angola, para reflectir sobre os desafios da profissão face ao actual contexto socioeconómico que o país e o mundo vivem, bem como avaliar o papel do advogado na formação da consciência jurídico-social e o processo que garante o acesso do cidadão aos serviços da Justiça.

22/09/2022  Última atualização 07H15
Panorâmica da sede de Cabinda onde cerca de 400 advogados vão abordar vários assuntos © Fotografia por: DR
O evento, a decorrer na Sala de Conferências de Simulambuco, sob o lema "Advocacia e a dinamização da economia", vai contar com oradores e moderadores nacionais e estrangeiros, que vão abordar temas relacionados com a advocacia e o mercado de capitais, o impacto económico do processo da perda alargada de bens, a privatização e a contratação pública e o sistema judiciário e dinamização da economia.

Os participantes vão abordar ao pormenor as perspectivas económicas da Bolsa da Dívida de Valores de Angola (BODIVA) e da Comissão do Mercado de Capitais, as perspectivas económicas e sociológicas do Instituto de Gestão de Activos e Participação do Estado (IGAPE), bem como as perspectivas jurídico-administrativa e financeira das privatizações e contracção públicas e o trabalho levado a cabo pela Procuradoria Geral da República (PGR) relativo à prevenção e combate à corrupção.

Em entrevista ao Jornal de Angola, o presidente provincial de Cabinda da Ordem dos Advogados de Angola, José Vuluquizi, perspectiva a participação de cerca de 400 delegados, entre advogados e convidados, destacando-se os bastonários das ordens de advogados dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), de Portugal e Brasil.   

À margem da Conferência, adiantou José Vuluquizi, os participantes vão participar de um roteiro turístico no município de Cacongo, 45 quilómetros a Norte da cidade de Cabinda, onde serão informados sobre as potencialidades de Lândana e visitar os mangais na foz do rio Chiluango, a igreja centenária São Tiago Maior, entre outras áreas turísticas.

"Esta actividade, além do pendor científico, visa, também, a vertente turística e cultural, para proporcionar conhecimentos aos visitantes sobre as potencialidades culturais, turísticas, económicas e sociais da província de Cabinda. Também serve de interacção entre colegas da OAA de outras províncias".

A comissão organizadora do evento garante terem sido criadas as condições técnicas, logísticas, meios de transporte e de acomodação dos visitantes, com o apoio do Governo Provincial, para que a conferência decorra sem sobressaltos.

A Conferência Nacional dos Advogados é o órgão consultivo máximo do Conselho Nacional da Ordem dos Advogados de Angola (OAA), que se realiza em cada três anos, com a finalidade de estudar e debater assuntos relacionados com os fins e atribuições da OAA, o reforço e consolidação da advocacia, consagrada na Constituição da República de Angola (CRA), para uma boa administração da justiça e afirmação da cidadania.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade