Cultura

Brasil chora Erasmo Carlos

O cantor e compositor brasileiro Erasmo Carlos, de 81 anos, morreu esta terça-feira (22), no Rio de Janeiro. Um dos pioneiros do rock e símbolo da Jovem Guarda, o artista estava internado no Hospital Barra D'Or, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade.

23/11/2022  Última atualização 06H51
Cantor e compositor brasileiro Erasmo Carlos © Fotografia por: DR

O Tremendão, como era chamado, deixa a esposa e três filhos. O velório será fechado para o público, restrito a familiares e amigos.

No dia 2 deste mês, o artista comemorou a alta após duas semanas de internamento para tratar uma síndrome edemigénica. Mas Erasmo voltou a ser hospitalizado, no dia seguinte. A TV Globo apurou que chegou a ser entubado na última segunda-feira (21).

A doença ocorre quando há um desequilíbrio das forças bioquímicas que mantêm os líquidos dentro dos vasos sanguíneos e geralmente é causada por patologias cardíacas, renais e dos próprios vasos.

Autor de mais de 600 músicas e de clássicos como "Sentado à Beira do Caminho”, "Minha Fama de Mau”, "Mulher”, "Quero que tudo vá para o inferno”, "Mesmo que seja eu” e "É proibido fumar”, o artista deixa uma legião de fãs e amigos que fez pela estrada.

Na adolescência, gostava de se reunir com a turma no Bar do Divino, na Rua do Matoso. Foi nessa época em que conheceu Roberto Carlos, durante um concerto de Bill Haley no Maracanãzinho – o que teria aberto os olhos do carioca para começar seu próprio grupo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura