Economia

BPC lidera reclamações

O Banco de Poupança e Crédito (BPC) lidera, com 134 reclamações aos serviços prestados, a lista de instituições com mais de um milhão de clientes, segundo fez publicar, ontem, o Banco Nacional de Angola (BNA).

10/11/2020  Última atualização 17H38
Relatório do 3º trimestre do BNA avalia serviços da banca © Fotografia por: Edições Novembro
No relatório do terceiro trimestre, divulgado na página de Internet do banco central, o Banco Millenium Atlântico (BMA), com 92 reclamantes, é o segundo e o Banco Angolano de Investimento (BAI), com 86 é terceiro.
Nas posições seguintes aparecem o Banco de Fomento Angola, com 77 reclamações, e o Banco Sol com 54, designadamente quarto e quinto na tabela das reclamações.

No ranking dos bancos de médias e pequenas dimensões (com menos de um milhão de clientes), o Banco Yeto se destaca em primeira posição com 23 reclamações. Seguem os bancos Caixa Geral de Angola (22), de Negócios Internacionais (20), de Comércio e Indústria (17), Económico (15) e Standard Bank Angola (7).

Segundo os dados apresentados pelo departamento de conduta financeira do BNA, durante o trimestre, o mês de Setembro foi o período que mais registou reclamações, representando 44 por cento do volume total.
O número de reclamações registado no trimestre, segundo o BNA, é tido baixo, considerando que em média apenas 4,6 clientes em cada 100.000 apresentam reclamações contra as instituições financeiras de grande dimensão. A média é de 4,3 clientes em cada 50.000 reclamantes contra as instituições de média e pequena dimensão.

O Banco Nacional de An-gola (BNA) registou, no terceiro trimestre do ano em curso, um total de 627 reclamações, menos 92 comparativamente ao período homólogo de 2020, em que os consumidores de produtos e serviços financeiros apresentaram 719 reclamações.

No que concerne às matérias mais reclamadas, os dados apontam que, os temas ligados as transferências e as contas de depósitos à ordem, congregam perto de 45 por cento do total. Foram registadas 154 reclamações sobre transferências bancárias, sendo 119 referentes a operações em moeda estrangeira e 35 para a moeda nacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia