Política

BPC desmente ligação à “Operação Caranguejo”

O Conselho de Administração do Banco de Poupança e Crédito (BPC) desmentiu uma informação, em circulação nas redes sociais, segundo a qual um dos administradores executivos foi impedido de sair do país, por suposta ligação à “Operação Caranguejo”.

07/06/2021  Última atualização 08H35
© Fotografia por: DR
A instituição declara, em nota citada pela Angop, ser a informação "totalmente falsa e delirante”, que "visa pôr em causa a imagem do BPC, assim como a idoneidade e reputação dos membros do Conselho de Administração”.

O BPC repudia o conteúdo desta e de outras informações similares que, segundo a nota, têm como objectivo obstruir, por todos os meios necessários, a implementação das medidas previstas no Plano de Recapitalização e Reestruturação em curso no banco.

A "Operação Caraguejo” foi desencadeada pelo SIC e Serviços de Inteligência resultando na detenção do major Pedro Lussati, ligado à Casa de Segurança do PR, e apreensão de vários milhões de dólares e kwanzas e imóveis e viaturas de luxo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política