Economia

BPC: Clientes não conseguem levantar dinheiro nos ATM

Redacção JA

Vários utentes do Banco de Poupança e Crédito (BPC) mostram-se agastados pelo facto não conseguirem efectuar levantamentos e transferências nos ATM, nem pagamentos de serviços e outras operações nos TPA, desde quinta-feira (11).

14/11/2021  Última atualização 13H18
A foto foi é arquivo e registada antes da pandemia da Covid-19 © Fotografia por: DR

Numa ronda efectuada pelo Jornal de Angola em alguns pontos da cidade é visível o grau de insatisfação pelas restrições vividas pelos por parte dos utentes daquele banco. 

"Desde quinta-feira que não consigo levantar o meu décimo terceiro nem fazer pagamentos de serviço porque o ATM não permite. Apenas consegui consultar o saldo”, desabafou um funcionário público que não quis se identificar.

"Tentei levantar o meu dinheiro em vários multicaixas da cidade mas sem sucesso. No final aparece a seguinte mensagem: operação não efectuada por ordem do seu banco”, contou a mesma fonte visivelmente agastado. 

O aposentado João Paulo, de 70 anos, afirmou que, na companhia do neto tentaram efectuar a operação em menos cinco ATM, mas não conseguiram levantar dinheiro, nem realizar qualquer pagamento via TPA. "A solução será dirigir-se até ao balcão na segunda-feira”.

Júlia Santos confessou que, o final semana prolongado, ficou comprometido porque não conseguiu levantar dinheiro para pagar algumas despesas. "Tinha tudo combinado uma vez pretendia sair com a família para um convívio mas não conseguimos", acrescentado não ser a primeira que a situação ocorre com o BPC.  

A situação, afirmou, é recorrente e verifica-se, sobretudo, a cada final do mês ou em feriados prolongados. "O Governo tem de fazer alguma coisa porque em pleno século 21 não podemos aceitar estes constrangimentos”.

Até à data, o Banco de Poupança e Credito não fez sair qualquer comunicado nos vários canais de comunicação para esclarecer a situação vigente. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia