Cultura

Bonga e Galiano Neto na estreia do projecto

O projecto “Língua Terra” abrirá no sábado, a partir das 17h00, em Setúbal, Portugal, um novo ciclo com a realização do “Conversa entre Kotas”, com as presenças de Bonga e Galiano Neto, no Fórum Municipal Luísa Todi, seguido de um concerto musical às 21h00, com Bonga, ainda em clima de festa a celebrar com os presentes.

09/09/2021  Última atualização 10H35
Bonga actua na noite de sábado em Setúbal ainda em clima de festa pelo seu 79º aniversário © Fotografia por: Edições Novembro
A criar pontes entre África, Europa e América Latina a partir da música como expressão e da rica diversidade étnica, linguística e cultural que compõe os distintos territórios, o "Língua Terra” dentre outras iniciativas o realce vai para o single "Cumplicidade”, lançado em Maio deste ano com Paulo Flores e o guineense Manecas Costa nas vozes principais, num projecto que reúne artistas de outros países de expressão portuguesa.
Segundo a nota enviada por Mónica Cosas da Akassá Produções, mentores da "Língua Terra”, "a música angolana tem viajado pelo mundo na voz de cantores e instrumentistas, compositores e letristas. Os ritmos do semba, rumba e dos lamentos têm tocado os corações dos ouvintes. Mas muito pouco se sabe do sentimento deste canto e as estórias por detrás das músicas. Bonga Kwenda e Galiano Neto têm construído essa sonoridade que viaja através dos concertos, programas de rádio e sentadas familiares. E nada melhor que uma roda de diálogo para nos transportar a história de ambos. E como convidado realizando dupla actividade como artista e mediador teremos o Batida por Pedro Coquenão”.
"Conversa entre Kotas” é uma proposta que abre a noite do evento de sábado a partir da escuta das narrativas por detrás do som e dos ritmos, visto que a escuta dos mais velhos é uma prática cultural importante em Angola. É nesses espaços que se assegura a transmissão do conhecimento musical e sonoro de ritmos que estão ainda por conhecer. Nessa vivência contemporânea, a ideia é levar não só para quem estiver presente nesta troca de memórias e vivências, como no formato de Live Stream, pelo canal do facebook do "Língua Terra”, ampliando o conhecimento para outros locais do mundo através das redes sociais,  para disseminar a voz destes mestres.   
Após esse momento de partilhas e aprofundamento nas vivências, vem o tão aguardado momento musical, o show. O Fórum Municipal Luísa Todi, recebe no seu palco, Bonga, desta vez com a sua potência, voz e percussões, a contar mais sobre si mesmo através da sua música. 
A fechar esta noite com muita energia e iluminada pelas raízes de Angola, Bonga, cantor e músico angolano que tem cantado a sua música com propostas que vão desde o semba ao lamento, integrou a turma de música tradicional Kissueias, no Bairro do Marçal e ainda antes da independência fez dois álbuns que permanecem para a história como dos mais visionários de sempre, "Angola 72” e "Angola 74”. A música e o seu canto são conhecidos nos 4 cantos do mundo. Bonga tem alertado para a importância do arquivo e da memória das raízes da música angolana e a sua transmissão às gerações mais jovens. Canta em língua kimbundu e em português. 
Galiano Neto, instrumentista e compositor tem dedicado toda a sua vida à música angolana. Crescido na Ilha de Luanda fez parte do grupos carnavalesco União Mundo da Ilha, responsável por anos de produção musical carnavalesca ligada a esta zona da cidade de Luanda com raízes na pesca. Acabou por sair de Angola e sendo formado em pedagogia do ensino tem ajudado inúmeros pesquisadores a traçarem a importância da música angolana na construção da identidade e também como forma de resistência. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura