Economia

BNA limita posição cambial dos bancos

O Banco Nacional de Angola (BNA) estabeleceu o limite da posição cambial dos bancos comerciais em 5,00 por cento dos fundos próprios regulamentares (FPR) apurados no fecho do mês anterior.

29/12/2018  Última atualização 15H14
DR

A regra, inserida no aviso 12/2018, de 21 do mês em curso, obriga os bancos comerciais a venderem o excesso da posição cambial no mercado interbancário ou ao BNA imediatamente depois ao envio de um mapa sobre o Limite Diário da Posição Cambial, o que foi previamente instruído numa outra directiva, também deste ano.
A posição cambial, prossegue o aviso, deve ser apurada em euros e convertida de acordo  com a taxa média de referência em vigor no dia a que se refere o mapa, um procedimento que deve ser aplicado, também, aos fundos próprios regulamentares.
O aviso instrui também os bancos sobre a forma como calcular a posição cambial e os elementos de informação a inserir nos mapas diários a enviar ao BNA.  

Prestígio adequa fundos
O Banco Prestígio, uma instituição financeira de capitais angolanos, declarou ontem, em nota de imprensa, ter concluído, há uma semana, o processo de adequação dos fundos próprios regulamentares, aumentando-os para 7.832 milhões de kwanzas.
O Prestígio foi quarta-feira citado na imprensa, ao lado dos bancos Yetu, de Investimento Regional (BIR) e o Postal, como podendo beneficiar de uma tolerância do BNA no cumprimento do aviso n.º 2/2018, que condiciona a operação das instituições bancárias ao aumento do capital social e fundos próprios regulamentares de 2,5 para 7,5 mil milhões de kwanzas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia