Mundo

Blinken avisa Coreia do Norte que lançamento de mísseis isola mais o país

JA Online

O secretário de Estado norte-americano Antony Blinken condenou, esta quarta-feira, o lançamento de um míssil norte-coreano que sobrevoou o Japão e avisou Pyongyang que acções como esta apenas servem para isolar ainda mais o país da restante comunidade internacional.

05/10/2022  Última atualização 20H05
© Fotografia por: DR

"Se continuarem por este caminho, isso só irá aumentar a condenação, o isolamento e as respostas às suas acções", disse o líder da diplomacia norte-americana, numa conferência de imprensa em Santiago, Chile, onde se encontra em visita oficial.

A Coreia do Norte disparou, na segunda-feira, o que se crê ser um míssil balístico de alcance intermédio Hwasong-12 (IRBM) no Mar do Japão (chamado Mar Oriental nas duas Coreias), de acordo com o exército sul-coreano, o quinto lançamento deste tipo nos últimos 10 dias.

Antony Blinken condenou "o lançamento imprudente" do míssil que, disse, "sobrevoou o Japão pondo em perigo os cidadãos".

O chefe da diplomacia norte-americana adiantou que "quase imediatamente" falou com os seus homólogos do Japão e da Coreia do Sul para discutir "as capacidades defensivas e dissuasoras" desses países face aos lançamentos de Pyongyang e para os consultar sobre os "próximos passos".

Blinken apelou ainda à Coreia do Norte a que se abstenha de "mais provocações" e a sentar-se para dialogar.

O lançamento de segunda-feira ocorreu após a Coreia do Norte ter realizado mais quatro rondas de testes de mísseis balísticos de curto alcance desde o dia 24 de Setembro, numa nova escalada de tensão na península que coincidiu com exercícios militares conjuntos de Washington e Seul e com uma visita à Coreia do Sul da vice-presidente norte-americano, Kamala Harris.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo