Sociedade

Bispo apela à preservação de bens públicos

O bispo da Diocese do Namibe, D.Dionísio Hisilenapo, apelou, no sábado, em Moçâmedes, aos munícipes a colaborarem na preservação e conservação dos bens públicos postos à sua disposição.

05/08/2019  Última atualização 11H30
DR

Ao falar na missa de acção de graças que antecede os 170 anos da fundação da cidade de Moçâmedes, assinalado ontem, 4 de Agosto, o prelado católico apelou à mudança de consciência dos munícipes, sobretudo dos adolescentes e jovens.
Nesta conformidade, exortou-os a terem um comportamento digno perante a sociedade, pautando por condutas que dignifiquem o bom nome da província.
D.Dionísio Hisilenapo, que considerou a cidade de Moçâmedes como uma das mais antigas de Angola, exortou a sociedade namibense a cuidar e preservar o seu património histórico, com vista a atrair turistas à região.
“ A nossa cidade não deve apresentar-se como uma cidade -fantasma, mas sim onde existem regras e ordem que são cumpridas pelos seus munícipes, onde a solidariedade, irmandade e unidade nacional devem estar sempre presentes no seio dos seus habitantes” , disse.
D.Dionísio Hisilenapo salientou a necessidade dos cidadãos criarem programas em conjunto com a administração municipal, como a limpeza e manutenção dos jardins, ruas, esgotos, plantação de árvores, dando, assim, uma boa imagem à cidade e um bom ambiente para aqueles que nela habitam.
O prelado considerou as cidades de Moçâmedes, Lubango, Ondjiva, Menongue e Saurimo as que ainda conservam a cultura dos seus povos, daí ter aconselhado os estudantes universitários a apostarem em trabalhos de investigação com o objectivo de saberem mais sobre os hábitos e costumes destes povos.
O bispo católico mostrou-se preocupado com o comportamento de alguns munícipes, sobretudo dos que vivem em alguns bairros periféricos da cidade, que persistem em deitar o lixo ao chão, mesmo com contentores à disposição, além de destruírem escolas, bibliotecas, cemitérios, igrejas e outros serviços.
Com vista a saudar os 170 anos da fundação da cidade de Moçâmedes, a administração municipal agendou um vasto programa de actividades culturais e recreativas.
Ontem, o dia esteve reservado à realização do Caldo Poeira no Quintal, que contou com a animação dos Kiezos, no parque do campismo, na Praia das Miragens.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade