Economia

Biocom supera metas no açúcar

A companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) superou a meta de produção do exercício de 2020 ao alcançar um total de 118 mil toneladas de açúcar.

23/11/2020  Última atualização 21H46
Contribuição da empresa no mercado interno é relevante © Fotografia por: DR
Numa nota que o Jornal de Angola teve acesso, a empresa assegura que em 2020, conseguiu superar as suas metas de produção, mesmo com a safra a iniciar no mês de Março último, altura em que o país começou a registar os primeiros casos de Covid-19, a cumprir o Estado de Emergência e posteriormente de Calamidade Pública.

A Biocom, afirma que, com satisfação produziu o tão importante etanol neutro, matéria-prima para a fabricação no país do álcool gel e álcool 70 por cento para a prevenção e combate a pandemia.
No presente exercício, a sua indústria moageira produziu ainda 1 milhão e180 mil toneladas de açúcar moído e 18 mil metros cúbico de etanol neutro.

A Biocom é a primeira empresa no país a produzir e a comercializar açúcar, etanol e energia eléctrica a partir da biomassa.
Está instalada no Pólo Agro-Industrial de Capanda, em Malanje, Cacuso, numa área de 81.201 hectares, dos quais 70.106 são reservado para agricultura e 11.095 destinam-se a áreas de preservação permanente da vegetação nativa.

A empresa destaca-se pela modernidade e tecnologia aplicadas no processo industrial e agrícola.
A produção de açúcar da Biocom destina-se ao mercado interno, a de energia eléctrica tem como cliente a Rede Nacional de Transporte de Electricidade (RNT) e o etanol é fornecido às in-dustrias de bebida e produtos de limpeza.

A Biocom tem como visão, contribuir com o desenvolvimento de Angola por meio da produção de alimentos, da produção de energia eléctrica a partir da biomassa e da produção de combustíveis a partir de fontes renováveis.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia