Regiões

Bié já beneficia de energia de Laúca

A província do Bié beneficia actualmente de 30 Megawatts (MW) de energia eléctrica da Barragem de Laúca (Malanje), contra os 14 MW anteriores das centrais térmicas local e do Huambo, respectivamente, confirmou à Angop, esta terça-feira, o director do Gabinete de Infra-estruturas e Serviços Técnicos, Abel Guerra Paulo.

06/08/2019  Última atualização 21H11
DR

O Presidente da República, João Lourenço, reafirmou, recentemente, em entrevista conjunta à Televisão Pública de Angola (TPA), e ao semanário privado angolano Novo Jornal, em Luanda, a implementação do projecto de interligação do sistema eléctrico Norte/Centro/Sul do país a partir da barragem de Laúca.

A interligação é assegurada por via da construção de uma linha entre o Gove (Huambo).

Em construção desde 2012, num investimento de 4,5 mil milhões de dólares do Estado angolano, Laúca entrou em funcionamento em Agosto de 2017, com a primeira máquina de 334 MW. 

Igualmente, o director do Gabinete Provincial de Infra-estruturas e Serviços Técnicos, Abel Guerra Paulo, disse que o Governo está a montar no Cuito, uma central térmica de fornecimento deste bem com 20 MW, para servir de fonte alternativa.

Com o reforço de energia de Laúca, pelo menos 250 postes de iluminação pública são instalados numa extensão de mais de 20 quilómetros, no Cuito e na comuna do Cunje, desde Maio último, no quadro do Programa de Reestruturação e Fornecimento de Energia Eléctrica à capital provincial.

Desse número, foi já abrangida a Avenida “Joaquim Kapango”, que dá acesso ao Aeroporto com o mesmo nome (em funcionamento, neste momento), e agora acontece o mesmo com a da centralidade Novo Horizonte, do Cuito, com a colocação de 128 postes no total, num intervalo de 30 metros.

Até final do ano em curso vão ser abrangidos também os bairros periféricos e as novas zonas urbanas como Piloto, Castanheira, Jele, São José, Rua Serpa Pinto, Idealidade, Chell e Teófilo Braga, cuja intenção é tornar a cidade do Cuito mais iluminada e bonita, visando garantir melhor circulação e segurança pública.

O município do Cuito tem uma população estimada em mais de 400 mil habitantes, com uma extensão territorial de 10 mil e 846 quilómetros quadrados e cinco comunas, nomeadamente Cunje, Trumba, Chicala, Cambandua e a comuna sede.

Em Julho deste ano, a comuna de Calussinga, município do Andulo, beneficiou de uma Central Térmica, com 230 ligações domiciliares já efectuadas, juntando-se a um outro grupo gerador de 200 KVA que fornecia corrente eléctrica às instituições do Estado com restrições.

Na altura, o governador Pereira Alfredo, que procedeu a entrega da infra-estrutura as autoridades locais, apelou aos citadinos da sede de Calussinga a preservarem adequadamente este e outros empreendimentos, com vista a permitir que durem mais tempo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões