Mundo

Biden endurece requisitos para vacinar trabalhadores federais

O Presidente Joe Biden disse esta quinta-feira estar a endurecer os requisitos para imunização contra a Covid-19 a trabalhadores federais e empreiteiros, numa tentativa de refrear o aumento da variante delta que todas as semanas está a matar milhares de pessoas, comprometendo a recuperação económica.

09/09/2021  Última atualização 23H19
© Fotografia por: DR

Algumas semanas depois de ter ordenado que os trabalhadores federais fossem submetidos a testes rigorosos e protocolos de máscara, Biden assinará uma nova ordem executiva a exigir vacinação para funcionários do ramo executivo e para empreiteiros que negoceiem com o governo federal, segundo fonte ligada ao processo.

Esta informação antecede o discurso que Joe Biden proferirá esta quinta-feira durante o qual deverá apresentar um plano em que abordará o último aumento de casos de covid-19 no país, assim como o ritmo estagnado das vacinas contra o novo coronavírus, dois meses depois de ter declarado que os Estados Unidos eram "independentes" em relação ao vírus.

Meses depois de tentativas e acções para impulsionar a taxa de vacinação, Biden está a ficar mais firme, arriscando-se a novas reacções negativas.

Não está, contudo, claro se o pedido do Presidente inclui excepções para trabalhadores ou empreiteiros que procurem ficar isentos de vacinas sob pretextos religiosos ou clínicos, já que a fonte que deu conta dos planos de Biden antes de este os divulgar solicitou o anonimato.

Espera-se também que o Presidente norte-americano trace planos para aumentar os testes de vírus nas escolas, num esforço para manter os estabelecimentos de ensino abertos com segurança, entre outras medidas que mostrem que a sua administração está a trabalhar para diminuir o aumento alarmante de casos de covid-19, já que no mês passado responsabilizou a pandemia diminuição do emprego, maior do que era esperado, avisando ainda que o surto pandémico poderia por ainda mais em perigo a economia norte-americana.

Locais de trabalho, escolas e campus universitários são outros locais em que Biden exige que haja mais vacinações, ao mesmo tempo que espera que as empresas também sigam o exemplo. Quinta-feira esperava-se que o Conselho de Educação de Los Angeles votasse no sentido de exigir que todos os estudantes com 12 ou mais anos fossem vacinados, naquele que é o maior distrito escolar norte-americano.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo