Cultura

Biblioteca Pública da Ganda está reaberta às comunidades

Sampaio Júnior | Benguela

Jornalista

A única biblioteca pública existente na sede municipal da Ganda voltou a reabrir as portas ao público, no fim-de-semana, com um vasto leque de livros expostos e o auxílio do sistema de internet, inserido nas celebrações do centenário de Agostinho Neto.

22/09/2022  Última atualização 07H40
© Fotografia por: DR
O director municipal da Cultura da Ganda, António Moisés Bongue, afirmou, que a reabertura da instituição bibliotecária no município visa desempenhar o papel de fomentar o conhecimento aos vários estratos sociais.

Os usuários tem a oportunidade de tomar contacto com novas obras, jornais e revistas para leitura, estudos, pesquisas e consultas académicas, num lugar calmo e tranquilo.

De acordo com António Moisés Bongue, a instituição que foi inaugurada em 2010, mas que ficou um longo período inoperante, agora reabre as portas ao público, depois de restaurada,  com a denominação Dr. António Agostinho Neto, em homenagem ao homem de cultura.

A biblioteca municipal da Ganda, disse, carece de mais material bibliográfico para satisfazer a demanda da comunidade, pois como adiantou a organização do espaço interno permite com facilidade a circulação de um número máximo de 20 pessoas, com assentos e espaço suficiente para abrigar confortavelmente os usuários.

Para o director municipal da Cultura da Ganda, a produção cultural e histórica da cidade vai estar reflectida na Biblioteca Municipal caso receberam doações de pessoas singulares e colectivas que estão espalhadas por Angola e na diáspora que tem livros que possam doar à instituição.

"Aqui teremos um acervo da municipalidade representado por exemplo nas variações das estruturas familiares, padrões de emprego, alterações demográficas, diversidade cultural e métodos de comunicação”, disse.     

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura