Regiões

Bengo prevê produzir mais alimentos

José Bule|Bengo

Jornalista

A província do Bengo prevê produzir no Ano Agrícola 2021-2022 um milhão e 258 mil toneladas de alimentos diversos, em 151 mil e 902 hectares de terras aráveis, afirmou esta sexta-feira (22), em Muculo-Gindange (comuna das Mabubas, município do Dande), a governadora Mara Quiosa.

22/10/2021  Última atualização 18H47
© Fotografia por: EDMUNDO EUCÍLIO

No discurso de abertura da campanha provincial, avançou que, na presente época cultiva (Outubro de 2021 - Setembro de 2022), o governo local disponibilizou aos camponeses cerca de 59 toneladas de sementes de milho, feijão, massango, massambala, soja, 50 toneladas de fertilizantes e meios de trabalho, como enxadas, limas e catanas. 

Mara Quiosa disse que a agricultura continuará a ser importante na diversificação da economia, sobretudo, no combate à fome e à pobreza, pois a meta "é a auto-suficiência alimentar”, no Bengo, antes da produção excedente para exportação, como já acontece com a banana, manga e papaia.

Para o administrador municipal do Dande, Cândido Cadifete, a abertura do ano agrícola simboliza o renascer das esperanças, em que as populações fazem o prognóstico para, num futuro próximo, produzirem e colherem muito mais.

Por seu turno, as mulheres rurais da comunidade do Muculo–Gindange agradeceram ao Governo Provincial do Bengo, pelo evento e, principalmente, pela ponte, em construção no bairro Quirindo, que facilitará o escoamento dos produtos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões