Regiões

Bengo marcha contra aumento de casos de VIH

Edvaldo Lemos | Bengo

Jornalista

A província do Bengo regista um ligeiro aumento de casos positivos de VIH (Sida). No ano passado, o número de infectados era de 879, e este ano subiu para 888 pessoas, no período de Janeiro a Novembro, num universo de 16.766 testes realizados.

03/12/2021  Última atualização 12H52
© Fotografia por: MARIA JOÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO

Preocupada com a situação, a governadora do Bengo, Mara Quiosa, destacou o papel nuclear da família na educação, compreensão, maior divulgação dos riscos e formas de contágio da doença, tendo sensibilizado os portadores de VIH no sentido de cumprirem de forma rigorosa com o tratamento.

Falando por ocasião do Dia Mundial do Combate à Sida, assinalado quarta-feira (1 de Dezembro), Mara Quiosa lembrou que o governo já anunciou a revisão da Lei sobre o HIV/SIDA, para que possa estar mais ajustada ao contexto actual e dê resposta positiva as inúmeras reclamações sobre os actos discriminatórios.

Sobre a campanha ‘Nascer livre para Brilhar’, que tem apresentado resultados animadores, com ênfase para a redução da transmissão do HIV/SIDA das mães portadoras para os filhos, a governadora do Bengo pediu à população, em particular às mulheres grávidas, no sentido de tomarem contacto com as iniciativas da campanha, desde as palestras de sensibilização, promovidas nas comunidades, à prevenção do corte vertical. 

Na ocasião, a directora provincial interina da Saúde, Nsimba Nlandu, avançou que o Bengo tem 451 casos em tratamento, e que o agravamento de certos casos está associado a desistência de muitos doentes às sessões de tratamento.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões