Economia

BDA já financiou 2,2 mil milhões

Ana Paulo

Jornalista

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) gastou, nos últimos sete dias, mais de 2,2 mil milhões de kwanzas, resultantes dos 54 projectos aprovados, comunicou ontem, em Luanda, a secretária de Estado para a Economia, Dalva Ringote.

22/06/2022  Última atualização 09H30
© Fotografia por: DR

No âmbito do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI), na semana finda foram submetidos à banca comercial 329 projectos, dos quais 54 já aprovados e com desembolso garantido.

Dalva Ringote, que falou sobre o sector Económico, no habitual "briefing” semanal com os jornalistas, informou que o valor global solicitado pelos 329 projectos em posse do BDA ronda os 10 mil milhões de kwanzas, dos quais foram desembolsados 2,2 mil milhões, fruto dos 54 projectos admitidos.

Quanto ao número de projectos por províncias, Luanda continua com o maior desempenho, representando um total de 98 projectos admitidos, seguido de Benguela com 33, Uíge com 25, Cunene com 23 e Huíla com 24 projectos. As províncias com menor desempenho são Zaire (5), Cabinda (4), Lunda-Sul (2), Cuando Cubango (1) e Moxico (1).

Segundo Dalva Ringote, os principais sectores de actividades consentidos são liderados pela Agricultura (26 programas), seguido por "Compras de bens de Consumo de Origem (OCD)”, com oito, Pescas, com seis, Indústria Transformadora e o sector dos  Resíduos sólidos Urbano, ambos com cinco e Pecuária e Turismo, com dois projectos cada.

Para a governante, o resultado da semana é positivo, pelo facto do PRODESI ter registado, de 13 a 20 de Junho, mais 107 projectos do que na semana transacta. Destes, 54 projectos têm desembolso efectivo em Luanda (22 projectos) e em algumas províncias.

Dalva Ringote disse que a execução do programa, de 2019 até 20 de Junho deste ano, permitiu financiar 1.397 projectos e desembolsar 950 mil milhões de kwanzas, sendo alguns por via do Aviso nº10/2022, do Banco Nacional de Angola (BNA), com 367 projectos, outros por via do Programa de Apoio ao Crédito (PAC), com 68, e as demais por via do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA), com 142 projectos registados.

"No total, notamos que existem ainda províncias que apresentam apenas um projecto admitido, o que demonstra alguma dificuldade dos empreendedores e empresários na estruturação e constituição dos processos, défice que as instituições intervenientes estão a resolver”, destacou.

Constituem parceiros financeiros do PRODESI os bancos Sol, Económico, Prestígio, BCI, BPC, BFA, Caixa Angola, BAI Micro Finanças, Millenium Atlântico e BNI.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia