Sociedade

Barragem do Luachimo inicia testes de equipamento

Os testes de aceitação dos equipamentos, para a preparação da entrada em operação das primeiras duas turbinas da Barragem Hi-droeléctrica do Luachimo, província da Lunda-Norte, tiveram início terça-feira, segundo o director das obras de reabilitação e ampliação da infra-estrutura, Joaquim Costa.

10/08/2022  Última atualização 08H50
© Fotografia por: DR

As duas primeiras turbinas, com capacidade de produzir 17 megawatts de energia eléctrica, já estão instaladas, sendo que a montagem das outras duas, com as mesmas potências, estão acima dos 60 por cento de execução.

Em declarações à Angop, Joaquim Costa fez saber que os testes das comportas, grades, sistema sonoro, entre outros, consiste na verificação da conformidade dos equipamentos.

Avaliadas em mais de 212 milhões de dólares, por via de uma linha de crédito da China, as obras vão elevar de 8,4 para 34 megawatts (MW) a capacidade energética fornecida pela infra-estrutura, superior a necessidade local, ou seja, deverá restar cerca de 50 por cento da energia produzida como reserva.

A entrada em funcionamento desse projecto energético, que contará com uma central composta por quatro grupos geradores de 8.5 megawatts cada, num total de 34, vai permitir a expansão de energia em benefício de 186 mil residentes na cidade do Dundo e nos municípios de Cambulo e Lucapa, incluindo as localidades de Fucauma, Cassanguidi, Luxilo e Calonda.

Além das ligações domiciliares, que na primeira fase vão beneficiar mais de nove mil famílias, o projecto prevê cerca de 30 ligações industriais.

Actualmente, 17 mil e 950 clientes, dos quais 13.250 no sistema pós-pago e 4.700 pré-pago, beneficiam de energia eléctrica da rede pública no município de Chitato, através de uma central térmica com 30 megawatts, enquanto os nove municípios do interior são abastecidos com grupos geradores, o que resulta em benefício para cerca de dez mil famílias.

A Lunda-Norte, com quase um milhão de habitantes, resulta da divisão da antiga província da Lunda, a 4 de Julho de 1978. Está localizada no Nordeste do país e é constituída pelos municípios de Chitato (capital política e económica), Cambulo, Caungula, Cuilo, Cuango, Capenda Camulemba, Lucapa, Lubalo, Lóvua e Xá-Muteba.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade