Economia

Banco Yetu vendeu divisas mais caras da banca

O Banco Yetu operou, ontem, com as taxas de câmbio mais altas, vendendo o dólar a 642,880 kwanzas e o euro a 766,105, com o que acentua as pressões para a elevação do curso das principais divisas internacionais diante da moeda nacional.

14/08/2020  Última atualização 09H07
DR

Na venda do dólar, o Yetu foi precedido pelo banco de Crédito do Sul (BCS), que passou a moeda norte-americana a 638,099 kwanzas, e pelo Caixa Geral de Angola (BCGA), que transaccionou a 619,313 kwanzas. Na oferta do euro, o Yetu foi seguido pelo Finibanco Angola, onde a venda ocorreu ao câmbio de 757,071 kwanzas, e pelo BCS, onde foi negociado a 752,638 kwanzas.

Os bancos Kwanza Invest (BKI), Millennium Atlântico (ATL), Prestígio e Sol negociaram as duas divisas com taxas de câmbio competitivas, com o primeiro o oferecer o dólar ligeiramente abaixo do 600 kwanzas, a 595,700 kwanzas. O ATL precedeu com a negociação da moeda dos Estados Unidos a 601,541 kwanzas e o Prestígio a 607,381 kwanzas, uma ordem que se repetiu parcialmente na venda do euro, passado a 700,842 kwanzas no BKI e a 707,130 no ATL, com o Sol a vender a 714,733 kwanzas.

Os números dizem que a taxa de câmbio mais alta era em 7,92 por cento superior à mais baixa e em 4,74 por cento mais elevada que a média dos bancos, de 613,775 kwanzas, enquanto, no venda do euro, a relação era de 9,31 e 5,19 por cento, com a média situada em 726,370. Diferenças dessas entre as taxas de câmbio podem permitir a poupança de até 1.200 euros por ano a pessoas que realizam transferências mensais de ajuda familiar para o estrangeiro desse mesmo valor.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia