Economia

Banco anuncia ajudas de USD 4 mil milhões

O presidente do Afreximbank, Benedict Oramah, anunciou, no Cairo, Egipto, um programa de financiamento comercial de ajustamento à crise da Ucrânia para África (UKAFPA), no valor de quatro mil milhões de dólares, para ajudar os países membros, incluindo Angola, a conter os impactos de curto prazo.

18/06/2022  Última atualização 10H10
presidente do Afreximbank, Benedict Oramah © Fotografia por: DR

Benedict Oramah, que falava na abertura da Conferência Anual do Afreximbank, que decorre no Cairo, apreciou os novos desafios colocados à África pela crise na Ucrânia, apontando dificuldades no acesso a grãos, fertilizantes e produtos petrolíferos para alguns países, noticiou, ontem, a Angop.

Face ao cenário internacional, apelou a um maior empenho dos accionistas com o banco, afirmando que um Afreximbank mais forte poderia ser um dos pilares sólidos sobre os quais o desenvolvimento de África poderia ser construído.

"Não obstante o aumento da frequência das crises, não devemos perder de vista os desafios fundamentais que África deve resolver. Não podemos mais aceitar que, após 60 anos de independência, a África permaneça fragmentada financeira e economicamente. Não podemos continuar defendendo os benefícios de um continente integrado, mas pouco fazemos para alcançá-lo”, disse Oramah.

O Benedit Oramah anunciou que, até 2021, o Afreximbank, através da sua Divisão de Comércio Intra-Africano, desembolsou cerca de 20 mil milhões de dólares em apoio ao comércio e investimento, com planos de desembolsar mais 40 mil milhões de dólares durante os próximos cinco anos.

A disponibilização financeira  elevou a parcela do comércio intra-africano da carteira do Banco de 3,0 por cento, em 2016, para cerca de 27 por cento, em 2021, e permitiu que empreiteiros africanos concorressem a projectos africanos relacionados à  infra-estrutura.

"Os problemas da África são para os africanos resolverem”, disse Benedict Oramah aos participantes no início da 29ª Reunião Anual do Afreximbank (AAM2022), reiterando o decisão do banco de intervir para ajudar o continente a implementar soluções africanas durante tempos difíceis, algumas com o apoio de outros parceiros de desenvolvimento.

A AAM2022,  que encerra hoje, tendo como lema "Percebendo o potencial da ZCLCA na era pós-Covid-19, alavancando o poder da juventude”.

O Afreximbank  tem ums carteira de crédito disponível para Angola de 1,3 mil milhões de dólares, em fundos consagrados a investimentos , com mil milhões disponíveis para implementar projectos ligados aos sectores da Energia e Águas e em crédito para apoiar os bancos comerciais.

Os valores estão disponíveis, desde 2021, depois de anunciados pelo  presidente por Benedict Oramah,  aquando de uma audiência  concedida  pelo Presidente da República, João Lourenço, a 10 de Fevereiro, 2021.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia