Cultura

Baló Januário e Tunjila Tuajokota clamam por apoios para gravação

Analtino Santos

Jornalista

Baló Januário e Tunjila Tuajokota, músicos que animaram no último domingo, a segunda edição do regresso do Live do Kubico, anunciaram novidades ao mesmo tempo que clamaram por apoios das entidades para colocarem os seus novos discos no mercado.

22/12/2021  Última atualização 07H35
Baló Januário e Tunjila Tuajokota © Fotografia por: DR
À semelhança da edição do regresso da nova temporada com Elias Dya Kimuezo, a Banda Movimento acompanhou os artistas deste projecto, que é uma parceria entre a Televisão Pública de Angola (TPA) e Platinaline.

Durante o concerto, os irmãos  Augusto Luposa "Kanjila” e Ngaka  Luposa  "Zango da Massa”, assim como os companheiros Tomé Bezerra Dias "Ximbica”, Santos Augusto "Puto Fanta” e Ngola Mbandi "Mikuete Belé” destacaram a luta para  lançar o quinto álbum.

Baló Januário apresentou em primeira mão o tema "A vida dá muitas voltas”, que será lançado nas plataformas digitais. Foi com esta novidade que encerrou o Live no Kubico, depois de apresentar canções conhecidas e que marcam a sua carreira. No alinhamento teve temas  como "Melhor mãe do mundo” e "Sofrimento da Mãe”, com os convidados Titi Neusa e Mário Sumbo interpretou "Azar da Belita”, "Filho do Homem”, "Na Casa da Mana”, "Assim é Problema” e outras cabecinhas e kangoya. 

Repartidos em dois momentos, o quinteto de Malanje abriu o concerto do palco do diversidade cultural, tendo o Tunjila Tuajokota interpretado canções como: "Sentem Respeito”, "Socana Undengue”, "Lili”, "Amor”, "Américo”, "Lembinha”, "Mana Mena”, "Osaca” e outros do estilos kiembe, madurma,  buenzela, mbuenze e catutula ritmos dominantes em Cahonho e outras áreas de Malanje.

Tunjila Tuajokota e Baló Januario são dois dos mais apreciados da música ancestral angolana. O grupo de Malange depois de tocar nos mercados estrelou-se com a obra discográfica "Kiaxa Acuaco” depois seguiram-se "Yoso Ikuma”, "Tiu Kamba Kisou” e "Kudiva”. Baló tem os álbuns "Ubeca Uami” e "Boca na Botija” e tem colaborações com vários artistas.

O Live do Kubico surgiu depois que a Platinaline e a TPA resolveram proporcionar momentos culturais na primeira metade do ano passado quando os artistas deixaram de actuar em concertos públicos por conta da pandemia. Depois de encerrar no ano passado e realizar actividades esporádicas no dia 6 de Dezembro iniciou a segunda temporada com Elias dya Kimuezo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura