Regiões

Baía-Farta regista mais de 50 mil casos de malária

O Hospital Municipal da Baía-Farta, na província de Benguela, registou, durante o ano de 2019, 55 mil e 201 casos de malária, informou ao Jornal de Angola a responsável pela supervisão da epidemia da unidade hospitalar, Raquel Ndala.

19/01/2020  Última atualização 09H39
Angop © Fotografia por: Milhares de pacientes foram internados com a doença

“Continuamos a distribuir à população local mosquiteiros gratuitamente,como forma de prevenção da doença. A par disso, temos realizado campanhas de sensibilização para que as pessoas estejam informadas sobre os mecanismos que devem adoptar para evitarem a proliferação de mosquitos, o transmissor da doença”, disse.

Raquel Ndala revelou que o Hospital da Baía-Farta, no período em referência, assistiu 22 mil e 944 pacientes, provenientes, maioritariamente, da comuna do Dombe Grande e dos bairros da Bandeira, Alto Liro e Cassanji, zonas mais criticas do município.
“Temos aconselhado à população a dar prioridade ao saneamento básico e a se dirigir ao hospital, sempre que tiver sintomas da doença, para evitar que aconteçam casos de malária aguda”, sublinhou.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões