Mundo

Autoridades pedem quarentena para Bolsonaro e comitiva

As autoridades sanitárias brasileiras recomendaram esta quarta-feira que o Presidente do país, Jair Bolsonaro, e a delegação que o acompanhou à Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, cumpram quarentena após o ministro da Saúde testar positivo à Covid-19.

22/09/2021  Última atualização 19H50
© Fotografia por: DR

Em nota enviada à Presidência da República, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) transmitiu a recomendação vigente para esses casos, que implica em quarentena de 14 dias para todos os integrantes da comitiva por terem estado em contacto com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que está infectado.

O titular da pasta da Saúde, que já havia recebido as duas doses de vacina contra a covid-19, chegou a Nova Iorque no domingo no avião que transportava Jair Bolsonaro e 18 outros elementos da delegação brasileira, e ficará pelos próximos 14 dias confinado num hotel da cidade norte-americana, após ter testado positivo pouco antes de voltar ao Brasil, na noite de segunda-feira.

Em Nova Iorque, Queiroga participou de inúmeras actividades oficiais e esteve com o Presidente brasileiro num encontro com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e em encontros com personalidades como a ex-presidente chilena Michelle Bachelet, atual alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo