Cultura

Autor faz estreia no mercado literário com uma obra de poemas

A operadora de telefonia móvel Unitel decidiu aumentar, no mês de Outubro, em 50% a partilha de receita do serviço do seu “Toques de Espera” com os Provedores de Conteúdos (Content Providers) e artistas nacionais.

04/11/2021  Última atualização 10H10
© Fotografia por: DR
Segundo um comunicado da operadora, a medida é um reconhecimento à importância da classe artística para o desenvolvimento da sociedade, e um suporte face à difícil situação que se vive devido à Covid-19.

Deste modo, a título de exemplo, os artistas que recebiam 100.000 kwanzas mensais com as suas músicas nos "Toques de Espera, irão agora receber 150.000 kwanzas.

O "Toques de Espera” é um serviço que permite personalizar e escolher a música para substituir o tom de chamada, enquanto se aguarda pelo atendimento do telemóvel.

A disponibilidade das músicas nacionais no serviço de "Toques de Espera da Unitel” é feita pelos Provedores de Conteúdos que detêm os contratos com os artistas, para a gestão, promoção e pagamento da difusão das músicas. 

O comunicado refere que parte do valor cobrado pelo serviço ao cliente Unitel é para os artistas, sendo esta uma relevante fonte de receita para os mesmos. Durante o período mais conturbado da Covid-19, foi possível verificar que este foi o único rendimento de muitos músicos, quando se viram impedidos de realizar eventos.

Outra das iniciativas desenvolvidas pela operadora com este serviço é o Top Mensal, em que mensalmente são premiados os três artistas que mais crescem na plataforma, com um prémio financeiro no valor de 800.000 kwanzas. Este prémio é comunicado nas redes sociais da Unitel e aos Content Providers que representam os artistas na plataforma.

O serviço de "Toques de Espera da Unitel” existe há 11 anos e conta actualmente com mais de 4 milhões de usuários activos. "A Unitel quer com este serviço continuar a contribuir para o desenvolvimento e consolidação da cultura nacional, em particular da música, lê-se na nota.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura