Regiões

Associação dos Albinos faz cadastro dos filiados

Carlos Paulino | Menongue

Jornalista

A Associação dos Albinos do Cuando Cubango iniciou, esta segunda-feira , em Menongue, o cadastramento das pessoas com albinismo, com o intuito de os ajudar na questão da assistência social e na garantia de mais empregos, adiantou, ontem, o secretário provincial da instituição.

26/07/2022  Última atualização 10H21
© Fotografia por: DR

Marco Pascoal adiantou que antes do cadastramento é feito um inquérito para criar uma base de dados com informações sobre os albinos. "A intenção é terminar o cadastramento até ao final do ano, para, a partir do primeiro trimestre de 2023, todos os associados serem enquadrados nos vários projectos sociais do Executivo.

A associação, acrescentou, tem procurado apostar mais na assistência social, educação, formação profissional e emprego dos filiados, assim como no combate contra a discriminação das pessoas com albinismo.

"A maior parte dos albinos no Cuando Cubango vivem em situação de extrema pobreza, por isso é objectivo da associação os apoiar mais”, disse, além de informar que a principal dificuldade destes é a falta de dinheiro para comprar os produtos para a protecção da pele. "Nas farmácias locais, uma bisnaga de creme chega a custar 20 mil kwanzas”.

Aos empresários da província e às instituições governamentais locais, a associação pede mais apoios. "Queremos trabalhar mais no empoderamento desta franja da sociedade”, disse, destacando a importância de continuar a luta contra a discriminação, com a realização de palestras e seminários.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões