Sociedade

Assassino de polícia já foi detido pelo SIC

André da Costa

Jornalista

Um dos meliantes envolvido na morte de Caizer Simão, 32 anos, agente da Polícia Nacional, ocorrida sexta-feira, no Distrito Urbano de Kicolo, município do Cacuaco, em Luanda, já está detido.

12/08/2020  Última atualização 13H24
DR © Fotografia por: Serviço de Investigação Criminal continua a apertar o cerco aos grupos de meliantes

A Polícia Nacional e o Serviço de Investigação Criminal (SIC) garantem que continuam as diligências para a localização e detenção do outro meliante e a recuperação da motorizada roubada.

O chefe de Departamento de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, inspector-chefe Nestor Goubel, disse, ao Jornal de Angola, que o triste acontecimento teve lugar por volta das 17 horas, no bairro Augusto Ngangula, área do Camassende, quando o agente Caizer Simão e um colega de serviço, identificado por Domingos Luís, tomaram conhecimento do roubo de uma motorizada.

Na tentativa de intervir para repor a legalidade, os agentes foram surpreendidos por vários disparos, um dos quais atingiu o agente Caizer Simão, na região frontal do tórax, lado esquerdo, com saída na região lombar. O agente, que até à data da sua morte prestava serviço na 40ª Esquadra do município de Cacuaco, foi transportado para o Hospital Américo Boavida, onde faleceu, momentos depois.

A Polícia Nacional garante que o detido, de 22 anos, identificado por António Garcia, confessou ser o autor do disparo que causou a morte do agente. “O outro meliante, que também efectuou disparos contra os agentes, ainda em fuga, está identificado por Amarula”. O acusado foi presente ao Ministério Público, segundo o inspector-chefe Nestor Goubel.

O comissário Orlando Bernardo, director de Operações da Polícia Nacional, disse há dias, em conferência de imprensa, que muitas armas ainda se encontram na posse de cidadãos, que teimam em entregá-las às autoridades. “O processo de desarmamento da população civil permitiu já a recolha de muitas armas, anteriormente em posse de marginais e/ou entregues voluntariamente por vários cidadãos”.

Meliante morto

Um indivíduo, de 24 anos, que se dedicava ao cometimento de diversos crimes, perdeu a vida, na manhã de segunda-feira, na sequência de uma troca de tiros entre as Forças da Ordem e um grupo de marginais que assaltava uma cidadã de 25 anos, no município de Cacuaco.
Segundo o chefe de Departamento de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional, inspector-chefe Nestor Goubel, o incidente ocorreu no Distrito Urbano dos Mulenvos, arredores dos bairros da Pedreira e do Belo Monte.
Os marginais, que assaltavam, à mão armada, na via pública, vários cidadãos, ao se depararem com os efectivos da Polícia Nacional, dispararam e, em resposta, as Forças da Ordem atingiram um dos elementos, que morreu no local, disse Nestor Goubel.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade