Opinião

As cooperativas, a agricultura e a indústria transformadora

O cooperativismo agrícola, que existe no país há muitos anos, é uma experiência que deve ser aproveitada nesta fase de crise económica e social que atravessamos, na perspectiva de poder constituir-se num sector que ajude a nossa economia a mitigar problemas como o desemprego.

05/10/2020  Última atualização 00:00

A crise tem a vantagem de nos obrigar a valorizar o que antes dela subestimávamos, pelo que faz sentido que nos centremos em áreas que possam nesta fase alavancar sectores produtivos que antes eram pura e simplesmente ignorados, por diversas razões.
Temos no pais cooperativas e associações de camponeses com experiência e conhecimento suficientes para serem agentes económicos, que podem colocar a agricultura num patamar capaz de transformar este sector, num vector importante de desenvolvimento do nosso país.
Todos temos consciência de que a agricultura é fundamental para o crescimento económico do país, podendo o sector agrícola ter um peso maior no Produto Interno Bruto. A reabilitação e construção de infra-estruturas rodoviárias poderão contribuir imenso para que os camponeses, organizados ou não em cooperativas ou associações, sejam incentivados a produzir para colocar os seus produtos nos mercados, com celeridade, com garantia de retorno dos investimentos que tenham feito.
Espera-se que as vias rodoviárias venham a ser as artérias que possam impedir que os produtos agrícolas apodreçam nos locais de produção e façam com que os angolanos de diferentes regiões do pais possam comprá-los a baixos preços.
Há angolanos que têm produção para vender a mercados formais e informais, pelo que, havendo estradas, estas podem constituir-se num factor decisivo para o escoamento rápido dos produtos dos camponeses para locais onde podem comercializá-los.
Havendo escoamento rápido de produtos agrícolas para os mercados, em grande quantidade, isso pode fazer aumentar o consumo, o que vai resultar em benefícios para os camponeses que podem pensar em novos investimentos, para que a sua produção aumente cada vez mais. Que os empresários interessados na indústria transformadora estejam atentos ao que poderá acontecer nos próximos tempos ao nível da produção agrícola, com a existência de boas infra-estruturas. Haverá, com um aumento da produção agrícola, oportunidades para que a indústria transformadora possa desenvolver-se. Que nas áreas agrícolas não haja apenas estradas bem asfaltadas, mas também energia e água corrente, a fim de que possamos, dentro de pouco tempo, consumir muitos produtos fabricados em Angola, com matéria-prima do nosso país.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Opinião