Cultura

Artista brasileiro pinta mural na fachada das Nações Unidas

O artista brasileiro Eduardo Kobra pintou um mural gigante na fachada da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, retratando um pai a entregar o planeta nas mãos da filha, numa reflexão sobre o futuro do planeta.

21/09/2022  Última atualização 07H45
Eduardo Kobra produziu um mural gigante no edifício da ONU © Fotografia por: Dr

O mural de grandes dimensões - 24 metros de comprimento por 14 metros de altura - foi inaugurado, alguns dias antes da semana de alto nível da 77ª sessão da Assembleia-Geral da ONU, que reune Chefes de Estado e de Governo de todo o mundo a partir dessa semana e que será focada nas graves crises que afectam o mundo, como a guerra na Ucrânia, a fome ou as alterações climáticas.

O movimento para levar a "street art” (arte de rua, na tradução para português) para o muro externo da ONU foi aprovado pelo Comité de Artes da organização, que reconheceu que a arte de Kobra "está de acordo com os ideais das Nações Unidas”.

Com a obra, ainda sem nome, o conceituado artista brasileiro convida à reflexão sobre que futuro queremos deixar às gerações futuras.

"Depois de receber o convite, pesquisei o tema da Assembleia-Geral e vi que abordava problemas que cada vez mais fazem parte do meu trabalho, principalmente a sustentabilidade. Pensei num mural em que um pai entrega a Terra à filha. Dessa forma, procuro contribuir para a reflexão sobre que tipo de planeta queremos passar para as próximas gerações”, disse Kobra, citado em comunicado.

Segundo o artista, as figuras centrais do mural são brasileiras, e o pano de fundo é a América Latina, numa chamada de atenção para a necessidade de preservação da floresta da Amazónia.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura