Sociedade

Apresentados supostos falsificadores de dinheiro

Seis cidadãos, sendo cinco angolanos e uma brasileira, envolvidos no crime de passagem, sem concerto com o falsificador, de cerca de 390 mil dólares foram apresentados ontem à imprensa pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

14/02/2019  Última atualização 16H51
Dr

Os supostos falsificadores da moeda tinham como finalidade introduzir os valores monetários no mercado cambial angolano. A acção foi praticada no município de Talatona, na rua F, na zona do mercado do Kifica.
A detenção dos supostos falsificadores, de acordo com o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional, Mateus Rodrigues, foi possível devido a um manda-to de buscas e revistas que o Serviço de Investigação Criminal realizou no âmbito do combate à criminalidade violenta, que se regista na capital do país.
Na sequência dessa operação, realizada no dia 24 de Janeiro, a 12 de Fevereiro, o SIC prendeu dois cidadãos por estarem envolvidos no crime de burla por defraudação no valor de três milhões de kwanzas.
O caso ocorreu no Distrito Urbano do Rangel, no interior do Instituto de Telecomunicações. Dos detidos nesta operação, está uma estudante e a secretária do Itel.
Ambas prometiam emprego e, em contrapartida, recebiam valores monetários. Recebiam ainda documentos e realizavam entrevistas de emprego falso, para os colocar no referido instituto.
O porta-voz da Polícia nacional, Mateus Rodrigues, disse que estas contavam com o apoio de um professor que, de momento, se encontra em fuga.
Informou que, na sequência da investigação, o SIC Luanda deteve também seis outros cidadãos por estarem envolvidos no crime de roubo qualificado de valores monetários equivalente a 995 mil kwanzas e seis telemóveis. Os crimes ocorreram no bairro Vila Alice, Distrito Urbano do Rangel, no interior de residências, cantinas e via pública.
Ainda no âmbito da operação, foram detidos dois cidadãos de nacionalidade chinesa, envolvidos no crime de fraude nas vendas.
Os referidos cidadãos detidos foram encontrados no interior de um armazém onde procediam ao ensacamento de farinha de trigo importada em sacos sem qualquer timbre, com capacidade de 50 quilos.
Para além do referido produto, foram igualmente apre-endidos 1.022 sacos de farinha de trigo, uma máquina de costura e oito rolos grandes de linha.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade