Mundo

António Guterres: "Exclusão digital é nova face da desigualdade"

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, alertou hoje (1), que a exclusão digital está a tornar-se "a nova face da desigualdade", pelo que a recuperação da pandemia deve incluir "acções urgentes" para a eliminar.

01/06/2021  Última atualização 13H13
© Fotografia por: DR

Constatando que a pandemia de covid-19 aumentou a "dependência" das tecnologias digitais e evidenciou a "divisão entre os que têm e os que não têm", Guterres apelou para que a recuperação da crise económica inclua "acções urgentes para eliminar a exclusão digital, que está rapidamente a tornar-se a nova face da desigualdade".

O responsável, que falava através de uma mensagem gravada na cerimónia inaugural do cabo 'EllaLink' a partir de Sines, sublinhou que as metas de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas só serão alcançadas aproveitando "o potencial das tecnologias digitais para capacitar todos, em todos os lugares".

"Mas mesmo enquanto nos esforçamos para colocar biliões de pessoas 'online', enfrentamos novos desafios para manter as pessoas seguras e protegidas", advertiu.

Entre esses desafios, o secretário-geral das Nações Unidas destacou os "ataques cibernéticos", que "estão a aumentar", e o "potencial" do espaço 'online' em tornar-se um "novo centro de operações entre as potências globais".

António Guterres apontou também o "controlo extraordinário" que as empresas tecnológicas exercem e que "afecta profundamente a vida das pessoas", bem como os riscos da inteligência artificial e outras tecnologias, que podem permitir "assédio, vigilância e violações dos direitos humanos" e acelerar "a disseminação da desinformação e do discurso de ódio".

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo