Política

Antigo PCA da TCUL está preso em Luanda

O antigo presidente do Conselho de Administração da empresa de Transporte Co-lectivo Urbano de Luanda (TCUL), Abel António Cosme, acusado dos crimes de branqueamento de capitais, corrupção, associação criminosa e desvio de fundos do Estado, já está detido em Luanda.

22/09/2021  Última atualização 06H50
© Fotografia por: DR

Abel Cosme desembarcou, ontem, na Base Aérea Militar, num jacto privado, sob medidas de segurança, constatou o Jornal de Angola no local, sem, no entanto, ter podido colher mais informações.

Militares destacados no aeroporto alegaram não possuir "qualquer autorização” que permitisse aos profissionais da imprensa realizar o trabalho. Tão-logo a aeronave aterrou, foi encaminhada a um hangar, tendo Abel Cosme seguido numa de três viaturas dos Serviços Prisionais.

Abel Cosme é acusado dos crimes que teria cometido quando desempenhou funções de PCA da TCUL e director da UNICARGAS E.P. Foi detido pelas autoridades portuguesas em Janeiro, depois do seu nome aparecer no "alerta vermelho” da Interpol.

Envolvido no "Caso CNC" (Conselho Nacional de Carregadores), o julgamento de Abel António Cosme não aconteceu em 2019, altura em que foi sentenciado o ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás, por se ter evadido para o país europeu.

A pedido das autoridades angolanas, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de Portugal extraditou-o para Angola, no quadro da Convenção assinada entre os Estados-membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política