Cultura

Ano lectivo 2022/2023 arranca a 26 deste mês com 335 alunos

Edvaldo Lemos | Bengo

Jornalista

O Centro de Formação de Música e Artes Cénicas (CEFOMAC) do Bengo vai contar, no ano lectivo 2022/2023, que arranca a 26 deste mês, com 355 alunos que vão receber formação nas áreas de música, teatro e dança, assim como cursos livres de curta duração, avançou, ontem, em Caxito, o director da instituição.

13/09/2022  Última atualização 08H05
Direcção do centro de artes, na cidade de Caxito, garante ter as condições criadas para o início do próximo ano académico © Fotografia por: Edmundo Eucílio | edições novembro | bengo

Em declarações ao Jornal de Angola, Raul Sizaínga disse que a instituição que dirige tem as condições criadas para o arranque de mais um ano académico, tendo explicado que o CEFOMAC oferece formação profissionalizante a 141 estudantes nas áreas de dança, teatro e música, e  cursos livres de curta duração, nas áreas de piano, guitarra e saxofone, a 214 alunos.

"As condições estão criadas para os dois segmentos de formação, que são os cursos profissionalizantes com a duração de até três anos para os cidadãos que tenham no mínimo a 6ª classe concluída, enquanto para os cursos livres, basta o candidato desejar, é-lhe dada a formação”, sustentou.

O centro conta apenas com 12 formadores, número insuficiente para atender a demanda de alunos matriculados, um total de 355. "Estamos a necessitar de formadores, porque temos apenas 12 professores para os dois segmentos de formação. Essa situação representa a principal dificuldade que enfrentamos na gestão deste centro de formação”, lamentou Raul Sizaínga.

Referiu que o recrutamento de formadores deve obedecer a realização de um Concurso Público de Ingresso e que antes disso o Ministério das Finanças terá que determinar uma quota para o referido órgão afecto ao Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

"Infelizmente, nos dias que correm, a situação financeira deixou de ser das melhores”, disse o responsável, que considera preocupante o comportamento menos digno de vários encarregados de educação, que retiram os alunos das aulas para as actividades domésticas.

"Os encarregados de educação deveriam fazer a sua parte, mas, infelizmente, reagem de forma contrária. Muitos tiram os filhos da formação para os ajudarem nos afazeres diários ou para controlar os irmãos mais novos”, lamentou.

Parceria institucional com instituições similares

Segundo Raul Sizaínga, o CEFOMAC tem estado a criar parcerias com instituições similares, sobre vários assuntos de interesse comum. Sublinhou que a instituição que dirige desenvolve boas relações de trabalho com o Complexo Escolar de Artes (CEARTE) e com o Centro Feminino do Ministério da Administração Pública Trabalho e Segurança Social (MAPTSS).

"Com estas instituições, trocamos pontos de vista sobre os planos curriculares. Neste novo ciclo formativo, o CEARTE vai arrancar com um curso do nosso nível, destinado aos alunos da 7ª, 8ª e 9ª classe”, adiantou.

Acrescentou que a mais recente parceria é com o centro que abre nos próximos dias, na província do Bié, onde o CEFOMAC deu suporte positivo na constituição daquela instituição.

De acordo com o director do CEFOMAC do Bengo, devido à falta de equipamentos, o curso de música é o que mais embaraço regista no decorrer da formação. "Na música, cada aluno deve ter a sua guitarra, saxofone ou piano para melhor praticar”, disse.

Para ingressar no CEFOMAC, os candidatos são submetidos a testes de avaliação, antes de avançarem para as matrículas nos cursos de piano, violino, saxofone, guitarra, música, musicalização infantil, dança criativa, pré-ballet, dança contemporânea, teatro infantil e actuação.

O centro, que depende unicamente de um orçamento cabimentado pelo Estado angolano, é constituído por duas áreas de funcionamento, sendo uma pedagógica e outra administrativa. O mesmo possui 11 salas de aula, um auditório, biblioteca e sala de espectáculos.

Criado a 17 de Setembro de 2014, o CEFOMAC do Bengo ministra cursos para cidadãos maiores de 16 anos, desde que tenham a 6ª classe concluída.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura