Política

“Angosat-2” vai ser lançado no próximo ano

O satélite angolano de telecomunicações geoestacionário (Angosat-2), em construção pela AirBus Defence and Space, pode estar em órbita no segundo trimestre de 2022, reiterou, esta quarta-feira(24), o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem.

25/11/2021  Última atualização 08H50
Ministro Manuel Homem optimista com o Angosat 2 © Fotografia por: Rafael Tati | Edições Novembro
Manuel Homem falava em entrevista à agência Russa "RIA Novosti”, na Federação Russa, publicada ontem quar-ta-feira (24), retomada pela Angop, onde referiu ser importante para Angola que o satélite Angosat-2 seja lançado em 2022, desde que não haja qualquer impedimento.

"O primeiro semestre de 2022 deve ser decisivo para a implantação do projecto. Muito será demonstrado pelo trabalho em curso neste momento, pois espera-se que nenhuma outra circunstância impeça o cumprimento dos prazos” augurou o o titular o sector das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.

Apesar da intenção do Governo angolano em criar um satélite, argumentou o interlocutor, geralmente encontra-se alguns desafios e problemas, sendo que durante a construção do satélite, são usados componentes produzidos na Rússia e outros adquiridos fora da Federação Russa.

"Ao avaliar-se um projecto temporariamente, é necessário antecipar certas circunstâncias que fogem do nosso controle, tal como a pandemia da Covid-19, que fez com que os especialistas angolanos não pudessem se deslocar livremente à Rússia e vice-versa, além de haver países terceiros envolvidos na criação do satélite”, concluiu.

Manuel Homem salientou, igualmente, que o Governo angolano acredita no sucesso do projecto, consciente da possibilidade de alguns problemas na parte de engenharia, por nunca poderem ser descartados, entre outros imprevisíveis.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política