Sociedade

Angolanos criam associação no Quénia

A Associação dos Angolanos Residentes no Quénia (AARQ) foi proclamada este sábado (18), em Nairobi, numa cerimónia enquadrada no programa comemorativo do 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional.

18/09/2021  Última atualização 21H31
Angolanos organizados em associação no Quénia © Fotografia por: CEDIDA

Depois da apresentação, aprovação de estatutos e a eleição de Arnaldo Panzo Joaquim como presidente, realizou-se a tomada de posse, seguida do discurso do líder associativo que prometeu "unir os membros da comunidade e reforçar os mecanismos de interacção com a Embaixada de Angola no Quénia”.

Presente na proclamação da AARQ, o embaixador Sianga Abílio alertou os seus compatriotas para estarem preparados em face do processo eleitoral de 2022, já que se prevê a votação dos angolanos na diáspora.

Reiterou total disposição da Embaixada de Angola no Quénia em trabalhar com a associação, que se afigura como principal interlocutora da Missão Diplomática, referindo que passará a prestar informações pontuais à comunidade sobre o pleito do próximo ano.

Sianga Abílio incentivou a iniciativa, composta maioritariamente de estudantes, e apelou que aposte em acções do bem-estar geral, seguindo os ensinamentos do Presidente Agostinho Neto, baseados na resolução dos problemas do povo.

O processo constitutivo da Associação dos Angolanos Residentes no Quénia começou em Outubro de 2019, na sequência de um repto lançado, na altura, pelo actual embaixador durante reunião com a comunidade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade