Sociedade

Angolano considerado africano mais influente

Mazarino da Cunha

Jornalista

O angolano Clinton Matias, 25 anos, é o jovem líder mais influente de África, segundo a ORG BERG, uma organização de carácter político-social, que tem como objectivo principal o acompanhamento de projectos governativos a nível mundial.

03/06/2021  Última atualização 10H32
Clinton Morais tem 25 anos © Fotografia por: Rafael Taty | Edições Novembro
Eleito durante uma cerimónia realizada no passado dia 26 de Maio, em Bruxelas, o angolano foi galardoado e distinguido pela União Europeia (UE) como jovem líder com influência política em África, num universo de 345 concorrentes do continente.
Em conversa com o Jornal de Angola, ontem, em Luanda, Clinton Matias disse que o segundo lugar foi atribuído a Omar Kondombo (Nigéria) e em terceiro ficou Sara Keniata Muzimu (Quénia).


Acrescentou que a classificação como jovem líder com influência política em África se deve, principalmente, à criação do projecto "Como Sobreviver em Tempo de Crise”, que está a ser implementado no Sul de Angola e em Oshigango, na República da Namíbia.
O projecto "Como Sobreviver em Tempo de Crise”, frisou o jovem licenciado em Telecomunicações pela Universidade Católica de Angola, está a acudir famílias angolanas atingidas pela seca no Sul de Angola e em Oshigango (Namíbia).

Clinton Matias contou, ainda, que, além deste projecto, fez parte de um grupo de jovens líderes africanos que participaram, no ano passado, nas negociações de paz entre a Renamo e a Frelimo, em Moçambique, bem como em outras situações de crises  políticas de vários países do continente.

Natural de Luanda, o jovem líder mais influente do continente  disse que o seu reconhecimento pela UE e outras organizações internacionais foi fruto de muito trabalho filantrópico e não só, que tem vindo a realizar em prol dos países africanos.
Clinton Matias disse que o projecto "Como Sobreviver em Tempo de Crise”, depois de ser implementado para ajudar a mitigar os efeitos da seca nas famílias afectadas, seguiu para a vizinha Namíbia, onde criou impacto social e político nas populações locais
Clinton Matias apelou à juventude angolana a não desistir dos seus sonhos, apesar do actual momento difícil por que atravessa o país. "Temos de continuar a sonhar de forma positiva e olhar para o futuro com esperança”, concluiu o jovem líder mais influente de África.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade