Desporto

Angola vence Moçambique na estreia no Afrobasket

A Selecção Nacional sénior feminina de basquetebol começou ontem, com vitória, a caminhada rumo à discussão pelo título da 27ª edição do Afrobasket, ao vencer Moçambique, por 70-61, em jogo da primeira jornada, disputado no Palácio dos Desportos, em Yaoundé.

20/09/2021  Última atualização 05H05
Avelina Peso, Clarice Mpaka, Italee Lucas e Rosemira Daniel foram as melhores marcadoras © Fotografia por: Fiba África
Uma vitória sofrida e "arrancada a ferro", assim se resume a história do triunfo do cinco nacional diante das "irmãs" do Índico. As angolanas tiveram de acelerar à fundo, suar a camisola, diante de um adversário que veio com a lição muito bem estudada. A grande exibição da poste Avelina Peso foi importante para o jogo do "cinco" nacional, pois Angola apesar de saber que não seriam "favas contadas" surpreendeu-se com a postura das moçambicanas.

Mas é verdade que depois que assumiu as rédeas do jogo, com uma defesa agressiva, as angolanas não consentiram veleidades ao seu cesto.

Fruto da dinâmica defensiva e ofensiva, Angola saiu a ganhar o primeiro quarto por 25-14. No segundo, as meninas de Walter Costa não tiraram o pé do acelerador.

A Selecção Nacional foi para o intervalo maior a vencer por 39-28, mas as moçambicanas voltaram do balneário dispostas a travar a marcha triunfal das adversárias. O técnico de Moçambique, Nasir Salé, mexeu na equipa e as suas jogadoras passaram a circular melhor a bola fechando espaços. À dada altura Moçambique aproximou-se do resultado quando decorriam cinco minutos do terceiro quarto.

Preocupado com o crescer do adversário, o timoneiro angolano solicitou um desconto de tempo, efectuou as dividas correcções e após as alterações a equipa angolana passou a defender melhor e a circular  mais vezes a bola.


A poste Avelina Peso e a extremo-base Clarice Mpaka Nesta comandavam o jogo ofensivo, de tal sorte que saiu no terceiro quarto a vencer por 53-39.  A entrada do último quarto Angola manteve a mesma concentração e postura defensiva. Ainda assim, as moçambicanas reduziram  desvantagem no marcador e quase passaram à frente.

A vitória de Angola começou a ser desenhada no mi-nuto seis do último quarto. Neste período, Walter Costa tinha na quadra o cinco mais produtivo, composto por Italee Lucas, Avelina Peso, Rosemira Daniel, Nadir Manuel e Regina Pequeno.

Quando faltavam quatro minutos para terminar a partida a Selecção já levava uma vantagem de 12 pontos, que permitiu às jogadoras gerirem o tempo e o resultado.

  Jogo de hoje frente à Nigéria define posição
A Selecção Nacional pode carimbar hoje, a passagem à outra fase, e definir posições,  quando defrontar às 20h00, no Palácio dos Desportos de Yaoundé, a Nigéria, em jogo a contar para a segunda e última jornada do Grupo B da fase preliminar do Campeonato Africano das Nações, Afrobasket´2021, que decorre nos Camarões.

 Angola vai defrontar a campeã em título num jogo que se prevê de elevado grau de dificuldade, a julgar pela qualidade das jogadoras nigerianas. Mas o combinado nacional terá uma palavra a dizer.

 Walter Costa, timoneiro do cinco nacional, espera fazer um bom jogo e assegurar a qualificação.

 O triunfo diante de Moçambique aumentou os níveis de confiança das jogadoras, pois em caso de vitória ou mesmo derrota carimbam a passagem à outra fase da competição, fruto do triunfo arrancado a ferro diante de Moçambique.

 Para o embate de hoje, o timoneiro angolano deve apostar no mesmo cinco que utilizou na estreia: Italee Lucas (base), Clarice Mpaka (extremo-base), Rosa Gala (extremo), Avelina Peso (extremo-poste) e Cristina Matiquite (poste).
 O frente-a-frente entre angolanas e nigerianas também está rodeado de incógnitas em relação ao desfecho, apesar da Nigéria ter jogadoras que desequilibram nos momentos cruciais do jogo.

 Walter Costa certamente irá montar uma estratégia à altura, de formas a travar as melhores unidades das nigerianas.
 Pressão à jogadora com bola, marcação homem-a-homem em todo o campo bem como a boa defesa aguerrida vão certamente fazer parte da postura de Angola.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto