Desporto

Angola vence Lituânia e segue para outra fase

Teresa Luís

Com o triunfo por 31-18, diante da Lituânia, Angola garantiu, este sábado, presença na fase seguinte da 23ª edição do Campeonato do Mundo júnior feminino de andebol, que se disputa até 3 de Julho na Eslovénia, com a participação de 32 selecções.

26/06/2022  Última atualização 08H50
Segundo triunfo coloca selecção entre as dezasseis melhores © Fotografia por: IHF-INFO

O encontro entre o combinado africano e o europeu era pontuável para a terceira e última jornada do Grupo E. O resultado dilatado, com diferença de13 golos, espelha a superioridade da Selecção Nacional, ante a letargia apresentada pela Lituânia.

Capitaneadas por Stélvia Pascoal, as campeãs africanas tiveram bagagem competitiva o quanto baste para garantirem os dois pontos em disputa, e por essa via integrar o selecto grupo das 16 melhores selecções do campeonato.

Após o recital dado à República Checa, o "sete” nacional entrou no desafio com dose extra de motivação. Sem meias medidas, Angola impôs-se na partida, tendo obrigado a adversária a redefinir estratégias.

Mais esclarecida nos distintos sectores do jogo, ao cabo dos 30 minutos da primeira parte, Angola vencia pelo parcial de 14-9. Na etapa complementar, as comandadas de José Chuma mantiveram o "pé no acelerador”, sem dar hipóteses às oponentes, que  fizeram de tudo para tentar equilibrar a tendência de jogo, mas não passaram da intenção.

Com seis golos, Regina Marcos, eleita Jogadora Mais Valiosa (MVP), foi a melhor marcadora. Mbongo Masseu e Stélvia Pascoal somaram cada cinco tentos. Angola teve sete suspensões de dois minutos, ou seja, foi a mais faltosa.

Na estatística consta ainda um cartão azul. Em 51 remates à baliza, 31 foram convertidos (61 por cento de eficácia). Na linha dos sete metros, as pupilas de Chuma tiveram 80 por cento de aproveitamento, nos nove metros (29) e nos seis metros (40).

Em 37 remates, a Lituânia marcou 18, 49 por cento de eficácia, e teve uma exclusão por dois minutos. Mante Vorresen foi a melhor marcadora com cinco golos. Na linha dos sete metros a equipa europeia teve 20 por cento de aproveitamento, nos nove metros (40) e (100) na linha dos seis metros.

Domingas Mpangu e Cristina Miguel (guarda-redes), Márcia Manuel, Lurdes Pedro, Mbongo Masseu e Marcela Taty (pontas), Bernadeth Belo, Ruth Salgado, Dolores do Rosário, Stélvia Pascoal, Regina Marcos, Roberta Lopes e Janeth Mutemeka (laterais), Liliani Mário, Donana Epalanga e Tahayani Castro (pivôs) são as andebolistas em representação do país.


Comissão organizadora  do Nacional feminino

Segundo o comunicado da Federação Angolana de Andebol (FAAND), Nair Almeida é a directora e coordenadora da 43ª edição do Campeonato Nacional sénior feminino, a ter lugar no Lubango, província da Huíla, de 9 a 19 de Julho.

Divaldo da Conceição é o coordenador técnico e Francisco Nascimento responde pela arbitragem. Euclides Wilson, coordenador anfitrião, Silvério Neto (membro da FAAND), Armando Chuma (área técnica) e Carolina Cambunga (comunicação e imagem) completam a comissão.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto