Sociedade

Angola sem casos de poliomielite e cólera há dois anos, diz ministra da Saúde

JA Online

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou esta segunda-feira, na província da Huíla, que o sector conseguiu controlar as epidemias da poliomielite e da cólera, “não se registando casos destas doenças no país há dois anos”.

06/06/2022  Última atualização 14H48
© Fotografia por: CEDIDA | MINSA

Segundo a ministra da Saúde, que falava na abertura do 30º Conselho Consultivo do sector, para o controlo destas doenças foi determinante o apoio dos departamentos ministeriais, governadores provinciais e administradores municipais, bem como o compromisso dos profissionais de saúde das equipas provinciais e municipais.

"A malária e a dengue continuam a desafiar os esforços nacionais para o seu controlo. No entanto conseguimos aumentar o acesso ao diagnóstico e tratamento dos casos, tendo-se diminuído a taxa de letalidade causada por estas doenças”, destacou a Sílvia Lutucuta.

 

Em termos de saúde pública, disse, a Covid-19 provocou um cenário de emergência sem precedentes, colocando em risco de vida da população, reduzindo os meios de subsistência e afectando a prestação de serviços sociais, particularmente da saúde e da educação, comprometendo simultaneamente a estrutura produtiva nacional.

 

"A resposta do Executivo Angolano à pandemia da COVID-19, sob orientação e liderança forte do Presidente da República foi rápida, assertiva e coordenada”, referiu.

 

A ministra da Saúde apelou, igualmente, para que não se pode baixar a guarda, para quem é importante que continue a realização de testagem de casos suspeitos e dos contactos, notificação diária dos casos positivos e a gestão correcta dos casos, bem como a intensificação da vacinação contra a Covid-19.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade