Economia

Angola sai da recessão este ano e espera crescer 2,4%

O Governo angolano prevê regressar já este ano ao crescimento positivo, antevendo uma ligeira expansão económica de 0,2%, antes de acelerar o crescimento para 2,4% em 2022, de acordo com a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE).

22/11/2021  Última atualização 12H23
© Fotografia por: DR

Segundo a proposta aprovada na Assembleia Nacional a 9 de Novembro, o país deverá regressar ao crescimento positivo este ano, depois de cinco anos consecutivos de recessão económica, desencadeada pela descida dos preços do petróleo, em 2016, e, mais recentemente, pelas consequências da pandemia de Covid-19.

No documento, o Ministério das Finanças antevê que em 2022 a economia cresça 2,4% em 2022 e perspectiva uma forte descida do rácio da dívida pública face ao Produto Interno Bruto (PIB), que subiu nos últimos anos devido, em parte, à desvalorização do kwanza.

Com uma valorização da moeda nacional em quase 10% de Janeiro a Setembro deste ano, o rácio da dívida deverá descer para cerca de 82% no final deste ano, o que permite que Angola mantenha a intenção de regressar aos mercados de dívida internacionais em 2022, conforme anunciou a ministra das Finanças na semana passada.

A saída da recessão já este ano, a confirmar-se, será sustentada no crescimento da economia não petrolífera, que deverá expandir-se 5,2%, já que a economia petrolífera deverá manter-se negativa, reduzindo-se em 10,6%, segundo as previsões do Governo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia